Notícias /

Hospital Manoel Victorino organiza evento com abordagem sobre disfagia

05/03/2020 14:21

O Hospital Manoel Victorino, através do setor de fonoaudiologia da unidade, realizará várias mobilizações nos setores da unidade o hospital com o objetivo de lembrar o Dia Nacional de Atenção à Disfagia, celebrado em 20 de março.

A fonoaudióloga HMV Ariane Santana, destaca que a disfagia é uma alteração na deglutição, ou seja, no ato de engolir alimentos ou saliva e pode ocorrer em diferentes fases da vida, especialmente em pacientes com lesão neurológica e idosos, podendo trazer sérias consequências à saúde.

“A disfagia pode levar o paciente a quadros de desnutrição e desidratação. O paciente com disfagia também pode sofrer com aspiração do alimento ingerido, secreções orais ou ambos. Essa aspiração pode causar pneumonia aguda e doença pulmonar crônica. Como são complicações graves, que podem resultar inclusive em óbito, a identificação da disfagia e a adoção de cuidados orientados pelo fonoaudiólogo são extremamente importantes”, revela.

Ariane Santana sinaliza ainda que a equipe de fonoaudiologia adota estratégias específicas, elaboradas de forma personalizada para cada paciente. O objetivo é garantir que os pacientes tenham condições de receber a alimentação e a hidratação adequadas.

As inscrições são gratuitas e os interessados podem realizar com a fonoaudióloga Ariane Santana no Hospital Manoel Victorino.

Conheça:

Quais são os sintomas da disfagia?

Pode parecer algo banal ou passageiro, mas a dificuldade para engolir substâncias líquidas ou sólidas não deve ser negligenciada. A disfagia pode indicar doenças graves, como câncer de esôfago e megaesôfago. Quanto antes o diagnóstico for realizado, maiores as chances de tratamento. De forma geral, pacientes com disfagia costumam apresentar:

• Tosse e engasgos frequentes durante ou após comer e beber;

• Alterações na voz durante a alimentação;

• Dor ao engolir;

• Recusa para se alimentar;

• Alimentos e saliva que escapam da boca;

• Perda de peso;

• Pneumonias de repetição;

• Sensação de alimento parado na garganta;

• Dificuldade ou lentidão durante a alimentação.

Fonte: Manoel Victorino

Notícias relacionadas