Notícias /

Hospital Regional Costa do Cacau aproxima familiares e pacientes com processo de humanização

06/03/2020 14:03
Hospital Regional Costa do Cacau

O envolvimento da família com o paciente é importante para o processo de humanização em ambiente hospitalar. A presença de parentes e amigos juntos ao ente querido contribui com o seu tratamento e recuperação. Diante desta perspectiva, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, desenvolve atividades voltadas para acompanhantes de pessoas internadas na unidade.

Uma iniciativa da equipe multidisciplinar da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em parceria com Gerência de Enfermagem do HRCC, promove encontros para aproximar e esclarecer visitantes sobre o tratamento e acompanhamento dos pacientes. Tem como objetivo explicar as condições individuais de cada enfermo, o funcionamento geral da UTI, suas tecnologias e intervenções utilizadas.

De acordo com Viviane Ferreira, coordenadora de enfermagem da UTI 2 do HRCC, os encontros mostram de forma humanizada que existe a preocupação nos cuidados gerais com os pacientes, sua pele, condições de internamento, entre outros. “Explicamos como funciona cada aparelho na UTI, depois fazemos a visita de boletim médico detalhando individualmente o problema de cada um, evidenciamos que esses pacientes estão em boas mãos”, assegurou.

A enfermeira disse ainda que os visitantes também recebem informações sobre o tipo de isolamento dos 30 leitos de UTI do HRCC e como funciona a precaução de contato dos pacientes com terceiros.

Nessas atividades, que ocorrem semanalmente, são repassadas outras orientações, como educação continuada para os acompanhantes, por exemplo higienização das mãos. Entre os últimos dias 17 e 21 de fevereiro, ocorreu uma ação específica a “Semana de Acolhimentos e Humanização”. Na ocasião, além de explicações sobre a UTI; médicos, enfermeiros, psicólogos, fonoaudiólogos e fisioterapeutas explicaram suas atuações específicas no setor e evidenciaram a qualidade e segurança aplicada no tratamento dos pacientes internados.

De acordo com o médico Almir Gonçalves, diretor assistencial do HRCC, em todos os momentos de atenção ao ser humano e em especial quando se trata de pessoas que estão completamente dependentes e carentes, onde o emocional fica mais abalado e vulnerável, a humanização é algo essencial e de fundamental importância.

Almir Gonçalves assegurou que “o elo fundamental do processo de humanização é a comunicação efetiva entre equipe, paciente e família no sentido de identificar dificuldades e promover o melhor plano para a solução dos impasses”.

Ascom do Hospital do Cacau.

Notícias relacionadas