Notícias /

Hospital Regional de Juazeiro leva amor e alegria para pacientes com o Projeto de Musicoterapia

11/03/2020 16:30

Dando continuidade aos projetos de humanização do ambiente hospitalar, nesta terça-feira (11), pacientes foram contemplados com o Projeto Musicoterapia.

O assessor jurídico do Hospital Regional de Juazeiro (HRJ), Manoel Santos da Silva Júnior, esclarece que projeto surgiu a partir da necessidade de prestar assistência humanizada aos pacientes, familiares e/ou acompanhantes, que se encontram internados nas clínicas na unidade hospitalar. Esse trabalho foi feito em parceria entre os músicos da região, a Polícia Militar da Bahia, o grupo Dó-Ré-Mi, e o hospital, a fim de amenizar ansiedades decorrentes do processo de hospitalização.

“Foi observado que a música no hospital, tem contribuído na melhora do paciente, então, a partir daí, o hospital e os parceiros criaram esta proposta de oferta de tal serviço aos pacientes e acompanhantes das clínicas, através da música, a fim de amenizar o impacto da internação hospitalar, obedecendo à política de Humanização do SUS”, afirmou o assessor.

A música estimula a energia vital e sensibiliza pessoas de forma a despertar o interesse para novas experiências e já é comprovada a contribuição no restabelecimento da saúde do paciente. Para o capitão da Polícia Militar da Bahia, Fabrício Coelho, “fazer parte do projeto musicoterapia é muito gratificante, porque a gente tem que se preocupar com o próximo, levar o que há de bom e, garanto que pra nós, idealizadores, é especial esse trabalho”.

Presente no projeto, o músico de voz e violão conhecido como ‘Orlandinho’ afirma que é muito gratificante fazer parte do musicoterapia. “Sempre que acontecer esse projeto maravilhoso, quero participar”.

Anderson Barbosa do grupo Do Ré Mi concorda com o músico e desabafa: “É muito bom ajudar com a arte, é sempre um prazer participar desse projeto lindo. Ver o sorriso dos pacientes é incrível”. Importante destacar que a musicoterapia possibilita a integração de pensamentos, emoções e sentidos rem relação aos processos de adoecimento, internação, convalescença e a busca por uma maior harmonização e serenidade pode ser acessada pelas práticas Integrativas e a musicoterapia pode oferecer este espaço também.

Avaliação dos pacientes e acompanhantes

João Santa está acompanhando seu pai no HRJ. Ele ficou encantado com a ação. “Que momento maravilhoso, meu pai se divertiu muito, cantou, eu também me diverti. Parabéns aos organizadores por tornar a internação do meu pai mais leve”.

Já Antônia Silva, está internada no hospital também fez questão de revelar sua alegria com o projeto. “Foi surpreendente receber o grupo aqui no quarto. Foi um momento único, acho que já me sinto muito melhor e posso receber alta, brincou”.

 Ascom HRJ

Notícias relacionadas