Notícias /

Hospital Regional de Juazeiro cria comitê para enfrentamento do coronavírus

20/03/2020 10:49

Com a confirmação de casos de coronavírus no país, torna-se prioridade a importância das medidas de prevenção contra a transmissão da doença e o desenvolvimento do organograma assistencial para o tratamento. E, para assegurar a qualidade de atendimento e segurança da população assistida no Hospital Regional de Juazeiro, a direção da unidade hospitalar promoveu nesta terça-feira, 17, uma reunião com os coordenadores e equipe multidisciplinar com o objetivo de fazer uma abordagem sobre a Nota Técnica no 01 do Gasec/COVID-19 emitida pela SESAB.

Nesse encontro foi criado o Comitê Interno de Enfrentamento ao Covid-19, que atua na prevenção, orientação e combate à epidemia no HRJ e passadas informações: área exclusiva para pacientes com suspeita de contaminação pelo vírus, fluxos de acessos, uso de máscaras, orientações pós-alta com os esclarecimentos sobre o período de isolamento, dentre outros pontos importantes.

O Comitê fica responsável para atender as demandas da SESAB e criar fluxos, rotinas e treinamentos para enfrentamento ao Covid-19.

Sintomas

Os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. No entanto, o coronavírus (SARS-CoV-2) ainda precisa de mais estudos e investigações para caracterizar melhor os sinais e sintomas da doença.

Os principais são sintomas conhecidos até o momento são:

• Febre;
• Tosse;
• Dificuldade para respirar

Se você apresentar febre e mais um sintoma gripal, deve procurar atendimento médico imediatamente e informar detalhadamente o histórico de viagem recente e seus sintomas.

Formas de transmissão

As formas de transmissão do novo coronavírus ainda estão em processo de investigação, mas já se sabe que acontece de pessoa para pessoa. Qualquer pessoa que tenha contato próximo (cerca de 1 metro) com alguém com sintomas respiratórios está em risco de ser exposta à infecção.

Alguns vírus são altamente contagiosos (como sarampo), enquanto outros são menos. Ainda não está claro com que facilidade o coronavírus se espalha de pessoa para pessoa, mas já se sabe que a transmissão é menos intensa que do vírus da gripe.

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como:

• Gotículas de saliva;
• Espirro;
• Tosse;
• Catarro;
• Contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão;
• Contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Prevenção

Devem ser adotados cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas. Algumas medidas são:

• Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
• Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
• Evitar contato próximo com pessoas doentes;
• Ficar em casa quando estiver doente;
• Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
• Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Ascom HRJ

Notícias relacionadas