Notícias /

Governo do Estado garante material de proteção e recomenda ações de prevenção aos povos indígenas

06/04/2020 14:25

Desde o início da pandemia da COVID-19, o novo coronavírus, a Secretaria Estadual de Saúde da Bahia (Sesab) emitiu recomendações aos gestores municipais com foco na garantia da saúde e proteção dos povos indígenas no estado.

A Coordenação de Políticas para os Povos Indígenas da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS) tem acompanhado e mantido diálogo com as autoridades de saúde com o objetivo de preservar a saúde dos povos indígenas da Bahia.

Entre as medidas recomendadas estão a suspensão da entrada de pessoas com sintomas de gripe (tosse, coriza, olhos avermelhados, febre, entre outros) nas aldeias; evitar a circulação de pessoas com idade acima de 60 anos, asmáticos, com pressão alta (hipertensos), diabetes ou com outras enfermidades que reduzam a capacidade do sistema imunológico, além de grávidas, lactantes e crianças nas aldeias; e a suspensão da visitação turística nos territórios das aldeias.

As medidas de isolamento social têm sido usadas, sob recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), como a principal estratégia de prevenção e combate ao novo coronavírus. A estratégia é adotada em diversos países do mundo.

Além das recomendações, a Sesab realizou o envio de mais de 30 mil itens de trabalho, entre luvas, aventais e máscaras cirúrgicas, para as equipes médicas que atuam em áreas indígenas.

A saúde indígena é responsabilidade do Governo Federal, por isso muitas iniciativas são realizadas em conjunto com o Distrito Sanitário Especial Indígena da Bahia (DISEI/BA), órgão do Ministério da Saúde.

Notícias relacionadas