Notícias /

Hemoba e CCR Metrô Bahia promovem corrente do bem para ajudar estoque de sangue na Bahia

29/04/2020 14:47

Dando seguimento às ações de enfrentamento ao Coronavírus, a CCR Metrô Bahia se uniu à Fundação de Hematologia e Hemoterapia da Bahia (Hemoba) em apoio à campanha de doação de sangue no estado. A ação, promovida pelo Instituto CCR, acontece em unidades do Grupo CCR. Na Bahia, mensagens de conscientização e sensibilização à doação de sangue para colaboradores e clientes estarão em TV Trem, Mub Digital e outros canais de comunicação espalhados por trens e estações de metrô.

Para garantir um estoque seguro de hemocomponentes no período de pandemia, a Hemoba intensificou os cuidados contra a disseminação do vírus. Além do reforço na triagem clínica, outras medidas são fundamentais para aumentar a segurança entre os doadores, funcionários e pacientes. “As unidades da Hemoba estão de portas abertas, funcionando em horário normal, aguardando os doadores que estejam bem de saúde e fora dos grupos de risco. É um momento delicado que precisamos da ajuda e conscientização de todos”, enfatiza Fernando Araújo, diretor geral da instituição.

De acordo com o gestor de sustentabilidade da CCR Metrô Bahia, Álvaro Britto, a parceria é importante para reforçar a necessidade da doação de sangue em um momento onde a generosidade tem sido fundamental. “A ideia é fazer uma corrente do bem sempre pensando no próximo. O simples ato de doar sangue pode salvar até quatro vidas e, neste momento, o que mais precisamos é prezar pela saúde de todos”, destaca.

Para evitar o desabastecimento no período, a fundação está trabalhando com a busca ativa de voluntários com fator RH negativo e com agendamento de doação com hora marcada, para assegurar a doação dos candidatos de forma sistematizada. Os interessados em doar sangue com hora marcada podem preencher o formulário disponível no site da Hemoba, enviar um e-mail para horamarcada@hemoba.ba.gov.br ou entrar em contato pelo telefone: 71 3116-5643.

Cuidados para doar sangue durante a pandemia

Para doar sangue, o voluntário deve estar em boas condições de saúde, bem alimentado (sem ingestão de gorduras) e pesar acima de 50 quilos. O doador precisa ter entre 16 e 69 anos de idade e apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional. Os menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal. Além disso, os doadores precisam seguir as seguintes recomendações:

• Candidatos à doação que tiveram a doença ficam inaptos por 90 dias após a cura;
• Candidatos à doação que tiveram a forma grave da doença ficam inaptos por 1 ano após a cura;
• Candidatos à doação que tiveram contato com casos suspeitos ou confirmados ficam inaptos por 30 dias;
• Candidatos à doação que retornaram de viagem internacional, vindos de qualquer país, ficam inaptos por 30 dias a partir do dia da chegada ao Brasil;
• Candidatos à doação que tiveram contato domiciliar com casos suspeitos ou confirmados ficam inaptos por 30 dias após a cessação do contato.

Ascom da Hemoba

Notícias relacionadas