Notícias /

Empenho dos profissionais do Hospital Regional Costa do Cacau fortalece a qualidade da assistência hospitalar

29/05/2020 14:35

Além de contar com uma equipe profissional e especializada na assistência em saúde, o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, tem funcionários empenhados e dedicados às suas funções. O que fortalece a qualidade e a humanização no atendimento aos pacientes.

O reflexo da relação respeitosa que o HRCC tem com os seus colaboradores se demonstra em cada retorno de um funcionário à unidade hospitalar e nos esforços por ofertar um serviço de qualidade para a saúde pública. Recentemente, a técnica de enfermagem, Layane Alves Nascimento, expressou o seu sentimento por sua profissão, colegas, amigos, pacientes e local de trabalho.

Nesta semana, por meio de uma rede social, Layane Alves publicou em um post onde lembra que, há um mês, recebeu a notícia do seu diagnóstico positivo para a Covid-19. A técnica de enfermagem relatou que inicialmente, tomou um susto, por não apresentar nenhum sintoma da doença, e iniciou seu isolamento de 14 dias.

Layane descreveu que foram dias difíceis e a única coisa que sentiu foi tédio. “Com a graça do Deus que eu sirvo, não senti uma dor na unha. Fui completamente assintomática. Sempre disse a Deus que estava ali para servir e para cuidar das pessoas doentes que precisam de nós, profissionais, e que nessa pandemia eu iria me dedicar cada vez mais”, confessou.

A técnica de enfermagem chegou a se perguntar: “não entendo. Deus está precisando de tantos profissionais e eu aqui, em um quarto, trancada. Será que não tenho utilidade?” Ao terminar o isolamento, Layane disse que havia voltado para o lugar donde não deveria ter saído: o hospital. A profissional retornou ao local onde tanto se dedica ao cuidado dos pacientes.

Com um propósito planejado, Layane retornou ao trabalho e está atuando na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da ala Covid-19 do HRCC. Ela relata a satisfação: “Deus hoje me colocou em uma UTI Covid. Só agora eu pude entender que Deus ouviu o meu pedido, que era cuidar mais ainda dessas pessoas que precisam nessa pandemia. Ele me trouxe aqui imune e cheia de forças para trabalhar. São momentos difíceis. A luta é grande, mas estamos vencendo”, reconheceu a técnica de enfermagem.

Layane Alves disse ainda ter ido atuar na UTI Covid-19 porque soube que a ala estava precisando de funcionários e não quis perder essa oportunidade. “É uma aprendizagem para minha carreira profissional. Temos equipamentos de proteção de ótima qualidade, nada nos falta. Infelizmente, perdemos pacientes para o Covid-19. É doloroso, mas quando vemos um paciente sair para a enfermaria, depois de ter vencido dias na UTI, é muito gratificante”, afirmou.

Agradecimentos – A técnica de enfermagem agradeceu o apoio de todos. E também pelo amor e carinho que recebeu dos familiares, colegas de trabalho, amigos, pacientes, da vigilância de Itabuna e pelo envio de energia positivas. Layane ainda destacou o cartão virtual de apoio enviado pelo HRCC durante seu isolamento: “muito importante para mim e para minha equipe do segundo B. Foi doloroso para mim e para outros amigos ficarmos afastados e agradecemos a todos pelo cuidado e por nos apoiar como profissionais”.

Para o médico Almir Gonçalves, diretor assistencial do HRCC, é gratificante ver esses esforços simultâneos e a cooperação de todos empenhados em ofertar melhores serviços de saúde. “Aqui trabalhamos com as equipes coesas, muito dedicadas ao trabalho. O reconhecimento como esse de Layane demonstra que nós estamos propiciando um bom ambiente de trabalho, com sinergia. Isso reflete positivamente na assistência aos pacientes”, concluiu.

Notícias relacionadas