Notícias /

Hospital Geral Clériston Andrade 2 completa primeira semana de funcionamento com 23 pacientes

22/07/2020 16:21

O Hospital Geral Clériston Andrade 2, em Feira de Santana, completou uma semana de funcionamento nesta quarta-feira, 22 de julho. A unidade de saúde entregue de forma emergencial pelo Governador Rui Costa para combate ao Novo Coronavírus, está funcionando com 40 leitos de UTI específicos para COVID 19 e recebeu até a manhã desta quarta-feira (22), 23 pacientes. Destes, 14 são do sexo feminino e 9 do sexo masculino, a faixa etária varia entre 48 e 88 anos. Dos 23 internados na UTI, 12 possuem outras comorbidades como hipertensão, obesidade e diabetes.

Considerado o maior hospital do interior da Bahia, o HGCA 2 gerou inicialmente 210 novos empregos, sendo 160 para profissionais da assistência direta ao pacientes, e 50 foram contratados para áreas operacionais tais como: recepcionistas, auxiliares administrativos, higienizadores e vigilantes. O médico intensivista e coordenador das UTIs do HGCA, Lúcio Couto, explicou que a procura pelo atendimento não é direta. “Cerca de 80% dos pacientes são de Feira de Santana. Todos são encaminhados pela regulação, ou seja, o primeiro atendimento deve ser realizado por uma UPA ou policlínica e se houver necessidade serão regulados para o Clériston”, afirmou .

Devido ao grande risco de contágio, não são permitidas visitas presenciais. Diariamente a equipe médica passa o boletim para a família e em breve a unidade vai realizar a interação virtual dos pacientes com seus familiares.

Sobre o HGCA 2

Instalado em uma área de 25 mil metros quadrados, o HGCA 2 contou com um investimento de R$ 60 milhões. A unidade está entre as melhores da Bahia, incluindo os privados. O HGCA 2 possui equipamentos que a rede privada não possui, nem em Feira de Santana, nem em Salvador. A unidade funciona em um prédio de três pavimentos onde foi implantado um centro cirúrgico com 11 salas de cirurgias e outras três para procedimentos invasivos, além de um Centro de Hemorragia Digestiva e um setor de bioimagem. O HGCA 2 é considerado um prédio verde, com certificação de eficiência energética e biossegurança. Outro diferencial do hospital é a informatização, os prontuários serão eletrônicos em substituição ao papel no trâmite de informações dos pacientes.

Fonte: Ascom do Clériston Andrade

Notícias relacionadas