Notícias /

Mais frequente entre meninas, puberdade precoce tem tratamento 100% eficaz

09/10/2020 15:24

Numa idade em que a menina quer brincar, viver como criança, um problema pode roubar a infância: a puberdade precoce. Mas existe tratamento, 100% eficaz, como explica a endocrinologista pediátrica do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), Renata Lago.

A puberdade precoce, segundo a especialista, se manifesta nas meninas pelo surgimento das mamas antes dos oito anos. “Pode ser decorrente de problema na hipófise, mas pode também não estar associada a doença. Mas, em ambos os casos, o tratamento é indispensável para evitar que a criança perca estatura. É que depois da menarca (primeira menstruação), o ritmo do crescimento diminui, e a criança, em média, ganha mais três ou quatro centímetros”, explicou.

Problemas sociais

Mais frequente em afrodescendentes e hispânicos, a puberdade precoce é rara no sexo masculino (1%) e sempre está associada a tumor na hipófise. Tratar a puberdade precoce, no momento adequado, de acordo com Renata Lago, é fundamental para o sucesso.

O medicamento para a puberdade precoce faz parte do Componente Especializado da Assistência Farmacêutica (medicação de alto custo), sendo garantido pelo Ministério da Saúde. Na Bahia, a dispensação do medicamento para puberdade precoce, antes centralizado no Cedeba (atende no ambulatório puberdade precoce, faz a dispensação e aplicação da medicação), está descentralizado nos Núcleos Regionais de Saúde, no interior da Bahia. Antes do tratamento, são feitos exames de dosagem hormonal, idade óssea e ultrassonografia pélvica.

Além do problema de saúde, a puberdade precoce representa uma ameaça psicológica e social. A presença de características sexuais numa criança a torna mais vulnerável ao risco de abuso sexual e de gravidez precoce, considerada de altíssimo risco no corpo de uma menina.

Ascom do Cedeba

Notícias relacionadas