Notícias /

Um crachá, um sorriso

12/11/2020 11:36

O Hospital Espanhol, Centro de Tratamento Covid-19, foi a única unidade a ser contemplada, na Bahia, com uma impressora da marca Canon para a produção de crachás especiais, em tamanho 15 X 20cm, para uso dos colaboradores da linha de frente da assistência.

A Canon, empresa multinacional japonesa, dentre as maiores do mercado na fabricação de produtos óticos e que também produz equipamentos médicos, entrou na onda solidária empresarial, nestes tempos de pandemia. E decidiu doar para hospitais do mundo todo, impressoras para a criação de crachás bem maiores do que o padrão utilizado em ambientes corporativos. No Brasil, 20 impressoras foram doadas a hospitais, com os seus respectivos materiais de tinta e papel para produção das peças.

Este projeto internacional inspira profissionais de saúde de várias partes do mundo e visa humanizar o tratamento de pessoas internadas com a Covid-19.

Os EPIs – Equipamentos de Proteção Individual, como aventais, luvas, toucas, óculos e máscaras escondem as expressões e sentimentos do profissional que está tão próximo do paciente. Pra encurtar essa distância e humanizar o tratamento, uma ideia simples, que surgiu nos Estados Unidos, desembarcou por aqui. E dessa forma, dá um rosto pra quem está atrás da máscara. Os olhos falam por si, mas não dá pra negar, que um sorriso, faz toda a diferença.

“Sugerimos que os profissionais escolhessem a foto que gostaria de ter impressa e presa ao seu corpo para sua identificação, junto ao paciente. Desta forma, demos a chance de cada um poder definir a imagem com a qual seria reconhecido pelo paciente” – explicou a médica Thayse Barreto, Diretora Geral do Hospital Espanhol.

Sorrisos heroínos

A ação teve início no mês de outubro. E as fotos que chegaram ao setor de Tecnologia da Informação do HE, via emails enviados pelos heróis da linha de frente, traziam os mais lindos e variados sorrisos. Os Super Crachás têm levado outros sorrisos aos rostos dos pacientes da Covid, sedentos de oxigênio e alegria.

Íris Moreira de Jesus, 49 anos, agricultor do município baiano de Laje, a cerca de 100km de Salvador, esteve internado no leito 309 da Enfermaria 3C do Hospital Espanhol, de 4 a 11 de novembro, e comentou a sua satisfação em poder conhecer o rosto de quem cuidou dele, mesmo que por foto: “Eu fico curioso em reconhecer as pessoas que estão por trás das máscaras. A gente conhece por dentro, pela qualidade do atendimento, mas poder ver a fisionomia é muito importante. Parabéns pela ideia!”

Para a psicóloga Jaqueline Amorim, da equipe do Hospital Espanhol, o crachá aproxima e a aproximação ajuda na interação. “A gente percebe o olhar do paciente focado no crachá, procurando se familiarizar com o profissional que está prestando assistência” – define ela.

Para a Gerente de Marketing da Canon Brasil, a empresa colocou em prática a sua filosofia, neste projeto: “Nós sempre defendemos o poder que a imagem tem. E diante da foto presa ao avental, nós entendemos que o poder da imagem é imensurável e capaz, sim, de ajudar no combate à pandemia”.

Obrigado Canon por imprimir sorrisos em crachás, em rostos e em almas de profissionais e pacientes!

 Ascom Hospital espanhol

 

Notícias relacionadas