Notícias /

Contagem de carboidratos permite cardápio variado e melhor controle da glicemia

24/11/2020 10:32

Você já ouviu falar em contagem de carboidratos? O método, criado há 40 anos, permite que as pessoas com diabetes tenham um cardápio bem variado, derrubando mitos em relação ao consumo de vários alimentos, como frutas e legumes, por exemplo.

A explicação ė da nutricionista do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), Isis Gonzalez, que gravou vídeo educativo sobre o tema, com a participação da pedagoga Ceiça Cristo, que ensina a crianças e adolescentes (grupo com Diabetes tipo 1, atendido pelo Setor Infanto Juvenil) a contagem de carboidratos, reforçando o conhecimento passado na consulta com a nutricionista. A aprendizagem, de forma lúdica, acontece no que espaço da Brinquedoteca do Cedeba.

EQUILÍBRIO

De acordo com a nutricionista, a contagem de carboidratos consiste no treinamento da pessoa com diabetes para contabilizar os gramas de carboidratos consumidos por refeição, relacionando dose de medicação e exercício físico, resultando em melhor controle do diabetes. A quantidade de carboidrato é prescrita durante a consulta nutricional.

Isis Gonzalez explica ainda que a alimentação tem influência muito significativa nos níveis glicêmicos, já que alguns dos nutrientes da nossa alimentação se convertem em glicose durante o processo digestivo: carboidratos, proteínas e gorduras. Destes, o carboidrato é o mais veloz no processo. Por isso, a fim de melhor controle nas glicemias é utilizado o método de contagem de carboidrato.

CRIANÇAS E ADULTOS

No Cedeba, a contagem de carboidratos ė utilizada com adultos e crianças. A turma atendida no SIJU, conta a pedagoga Ceiça Cristo, que trabalha em parceria com as nutricionistas no processo de educação ao paciente de diabetes do tipo 1. “Enfatizamos e explicamos a importância e aplicabilidade do Método da Contagem de Carboidrato no dia a dia com a utilização de jogos educativos elaborados por profissionais do Cedeba”, explica a pedagoga.

Durante o processo, é utilizado o Plano Alimentar prescrito pela nutricionista individualmente com as quantidades de carboidratos para cada paciente consumir no seu dia-a-dia. Através de recursos visuais, o método é apresentado no espaço Ludo-educativo, onde há uma troca de experiências que promove adesão ao tratamento com incentivo e leveza.

Surgem as perguntas e trocas de experiências. Os acompanhantes interagem deixando o momento rico em trocas simples com pessoas que compreendem o plano e na sua maioria aderem ao mesmo. Esse trabalho tem um efeito multiplicador importante nas famílias dos pequenos pacientes. Pois acompanhando seus filhos os pais aprendem o valor de se alimentar de uma forma mais saudável mudando antigos hábitos.

DIABETES

O diabetes é uma doença que atinge mais de 400 milhões de pessoas no mundo inteiro, segundo a Federação Internacional de Diabetes 2019, no Brasil são mais de 10 milhões. Doença crônica, de progresso longo e lento, que pode ser assintomático (no caso do tipo 2, a mais frequente). Por isso, o cuidado deve ser diário. Para manter os níveis glicêmicos controlados e, consequentemente, evitar complicações, faz-se necessário um estilo de vida saudável: dormir bem, beber água adequadamente, fazer exercício físico regular, evitar bebidas alcoólicas e cigarro, utilizar as medicações de acordo com a prescrição médica e, além de tudo isso, manter uma alimentação saudável, que envolve quantidade, qualidade e frequência.

O vídeo, que está sendo divulgado nas mídias sociais da Sesab, integra o trabalho do Cedeba na pandemia para continuar fortalecendo seu trabalho de educação em diabetes.

Ascom do Cedeba

Notícias relacionadas