Notícias /

Webpalestra sobre pré-diabetes marca o início das sessões temáticas do Cedeba de 2021

06/04/2021 14:17

Glicemia de jejum entre 100 e 125 e hemoglobina glicada (exame que indica a média da glicemia dos últimos três meses) entre 5.7 e 6.4: esses números são indicativos de pré-diabetes, estágio que antecede o diabetes tipo 2. Com mudanças definitivas no estilo de vida, é possível não evoluir para o diabetes.

A explicação é da endocrinologista e professora aposentada da UFBA, Iraci Lúcia Costa Oliveira, que conduzirá uma webpalestra nesta terça, às 15 horas, com o tema “Pré-Diabetes e diabetes: o que dispomos para o diagnóstico no SUS?”. Essa será a primeira palestra da sessão temática em Diabetes de 2021, iniciativa do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), por meio do Coordenação de Educação em Diabetes e Apoio à Rede (Codar), em parceria com o Telessaúde.

Segundo a especialista, pessoas com familiares de primeiro grau com diabetes, presença de sobrepeso ou obesidade, dislipidemias (colesterol e/ou triglicérides elevados) precisam ter atenção especial com o pré-diabetes. “A alimentação saudável, que não deve ser entendida como dieta, bem como atividade física regular (três vezes por semana) são muito importantes. O avanço da idade também tem que ser observado, porque o risco vai aumentando depois da quarta década”, explica.

A pandemia

“Como a pandemia da Covid-19 exigiu o distanciamento social, as sessões temáticas em diabetes, que lotavam o auditório do Centro de Atenção à Saude (CAS), tornaram-se inviáveis. E o Cedeba, para continuar garantindo a atualização dos profissionais da Atenção Básica de Saúde, buscou o apoio do Telessaude para fazer acontecer as sessões temáticas em diabetes de forma remota, por meio das webpalestras”, destaca a diretora Reine Chaves.

A implantação do novo modelo de sessão temática exigiu grande esforço da equipe, como destaca a coordenadora da Codar, Graça Velanes, tendo sido muito importante o apoio da diretora Reine Chaves que “abraçou nossa atuação online e também a articulação da Codar com o Telessaude”.

As sessões temáticas em diabetes têm como público alvo os profissionais do SUS da Atenção Básica de Saúde: médicos, enfermeiros, nutricionistas, assistentes sociais, psicólogos e farmacêuticos – da capital e interior.

Ascom do Cedeba

Notícias relacionadas