Notícias /

Residentes de 12 áreas da Saúde celebram contrato com a Sesab

08/04/2021 18:03

Com o objetivo de estabelecer as condições para a realização de Residência em Área Profissional da Saúde como modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu, a Escola de Saúde Pública da Bahia (ESPBA/SUPERH) realizou, no decorrer da semana, o processo de assinatura de contrato entre 155 residentes profissionais e a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Os residentes serão financiados por bolsas da Sesab durante a execução do programa.

A celebração do contrato, para 82 profissionais que vão atuar na capital, aconteceu na ESPBA, obedecendo aos protocolos de biossegurança recomendados no contexto de pandemia da Covid-19. A ESPBA é a responsável legal pela qualificação e ordenamento da formação em saúde em todos os níveis: médio, graduação, pós-graduação, incluindo residências médicas, multiprofissionais e de área profissional. No interior, outros 73 residentes realizaram o mesmo procedimento contratual.

A proposta da Residência em Área Profissional da Saúde, nas modalidades uniprofissional e multiprofissional, apresenta uma perspectiva teórico-pedagógica convergente com os princípios e diretrizes do SUS, promovendo não só o contato entre o mundo do trabalho e o mundo da formação, mas possibilitando um processo de educação permanente em saúde. Na prática, baseia-se num processo de ensino em serviço que busca a integração do ensino-gestão-cuidado-controle social, na perspectiva do fortalecimento desse quadrilátero.

Não à toa, o Estado da Bahia, por meio da Secretaria da Saúde, tem priorizado a ampliação dos Programas de Residência em Área Profissional da Saúde, com o acréscimo na oferta de vagas e do número de bolsas para atender às necessidades locorregionais. Para 2021, foram acrescidos três novos programas, do Hospital Roberto Santos (HRS), Universidade Estadual de Feira de Santana (UESF) e Instituto de Saúde Coletiva (ISC/UFBA).

A residência contempla 12 categorias da saúde (Enfermagem, Farmácia, Fonoaudiologia, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Serviço Social, Fisioterapia, Medicina Veterinária, Bacharel em Saúde Coletiva e Terapia Ocupacional), e é desenvolvida em regime de dedicação exclusiva, com carga horária de 60 (sessenta) horas semanais, incluindo plantão, e tem duração de 2 ou 3 anos a depender do Programa.

Fonte: ESPBA/SUPERH

Notícias relacionadas