Notícias /

Pacientes do Hospital Metropolitano começam a receber visitas virtuais

23/04/2021 10:02

Pensando em amenizar a dor de pacientes internados nas enfermarias e Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), o Hospital Metropolitano (HM) implementou na última segunda-feira (19) a “Visita Virtual”. Por meio de uma videochamada, pacientes e seus familiares podem, mesmo à distância, ver uns aos outros e matar a saudade.

Diante do contexto atual em que pacientes infectados pela Covid-19 não podem receber visitas presenciais, a equipe do HM possibilitou essa aproximação com os familiares. O hospital disponibilizou tablets para que, através das videochamadas, eles possam trocar olhares, palavras e gestos de carinho, amor e atenção. O intuito é levar esperança aos que estão em casa e acolher os que estão na condição de paciente.

Para que a visita aconteça é preciso que o paciente esteja lúcido e aberto ao contato. A equipe multiprofissional do HM participou ativamente da primeira visita virtual realizada na última segunda-feira. O primeiro paciente a receber a visita virtual foi Antônio José Conceição que encontra-se na enfermaria.

“A emoção foi grande! A visita virtual traz conforto para os pacientes. Foi muito satisfatório ver a alegria de Sr. Antônio José, que já está há alguns dias sem ver a família. Ele estava de certa forma tranquilo, conversando com a irmã, mas quando o seu pai apareceu na tela foi uma emoção e as lágrimas não foram contidas”, disse Camila de Oliveira Silva, psicóloga que acompanhou o encontro on-line.

Este foi só o primeiro passo para a realização da visita virtual. A equipe que implementa a ação estima realizar até 10 visitas por dia. Assim, poderá atender o anseio de muitos que esperam pelo momento do reencontro com seus entes queridos.

A iniciativa veio do Serviço Social juntamente com o Serviço de Psicologia, que viram nesse formato de aproximação a oportunidade de minimizar a dor e a solidão dos que lutam contra a doença.

“A visita virtual não substitui a presencial, mas é a melhor estratégia frente ao cenário atual de distanciamento que estamos vivendo. Além de aproximar, possibilita o resgate de sorrisos, devolvendo esperança a pacientes e familiares que foram separados provisoriamente pela doença”, disse Luciana Almeida, coordenadora do Serviço Social do HM.

Ascom do Metroplitano

Notícias relacionadas