Notícias /

Profissionais da ESPBA apresentam trabalho no VIII Congresso Baiano de Pesquisadorxs Negrxs

16/07/2021 13:14

O relato de experiência Difusão da Educação Permanente voltada para a Saúde da População Negra foi apresentado na última terça (13/07) no VIII Congresso Baiano de Pesquisadorxs Negrxs que discutiu, a partir de diferentes perspectivas teóricas e metodológicas, a importância da África e da Diáspora nas epistemologias contemporâneas. O estudo foi realizado por profissionais da Escola de Saúde Pública da Bahia (ESPBA/SUPERH) e integrou os mais de 240 trabalhos apresentados durante o congresso, que encerrou as atividades ontem (15/07).

Elaborado pelas pesquisadoras e técnicas da ESPBA, Andréa Gomes, Iêda Santos, Marimeire Conceição e Shirlei Xavier, o relato aborda o processo de desenvolvimento da Educação Permanente em Saúde (EPS) voltada para a atenção à Saúde da População Negra, a partir da inclusão da temática de forma regular e transversal nas ações educativas voltadas para profissionais do SUS, processo iniciado em 2020, através da articulação entre a Escola de Saúde Pública da Bahia (ESPBA) e a Diretoria de Gestão do Cuidado (DGC), representada pela Coordenação de Promoção da Equidade em Saúde.

A experiência também narra a conformação de um Grupo de Trabalho dentro da ESPBA, denominado Grupo Maria Felipa, voltado para estudos e pesquisas relacionados a atenção à saúde da população negra. Além da condução da iniciativa de transversalização da temática por meio de ações educativas nos 417 municípios do estado, o grupo é um espaço aberto de diálogo, produção e disseminação do conhecimento com foco na saúde da população negra, numa perspectiva que envolve questões como racismo e gênero.

O Congresso é realizado pela Associação de Pesquisadores Negros da Bahia – APNB e a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira – UNILAB, Campus dos Malês/Ba e conta também com a cooperação e colaboração das universidades do estado da Bahia: Universidade do Estado da Bahia – UNEB, Universidade Estadual de Feira de Santana – UEFS, Universidade Federal da Bahia – UFBA, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia – UFRB, Universidade do Sudoeste da Bahia – UESB.

Fonte: ESPBA/SUPERH