Notícias /

Hospital Roberto Santos é selecionado para participar de projeto nacional de segurança do paciente

20/07/2021 15:00

Selecionado para participar do Projeto Paciente Seguro, o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS) recebeu, nesta terça-feira (20), a visita de representantes do Hospital Moinhos de Vento (HMV) – unidade de Porto Alegre responsável por desenvolver a iniciativa em parceria com o Ministério da Saúde. O encontro de avaliação inicial das práticas seguras tem como objetivos a realização do diagnóstico institucional, diagnóstico das unidades-pilotos, assinatura do termo de compromisso, simulação da coleta do indicador e capacitação das equipes.

No HGRS, as unidades-pilotos do projeto serão as unidades de terapia intensiva (UTIs) 2 e 1, a enfermaria da ala 2A e o centro cirúrgico. Elas trabalharão, respectivamente, os seguintes pontos: meta de higiene das mãos para evitar infecções; prevenção de lesão por pressão, prevenção de queda e cirurgia segura.

Até o mês de junho de 2022, o Hospital Geral Roberto Santos promoverá ações de apoio à segurança do paciente abordando o tema junto aos profissionais da instituição, pacientes e acompanhantes. Assim, os desenvolvedores do projeto esperam que, até agosto de 2023, as práticas e ferramentas para implementação do Programa Nacional de Segurança do Paciente (PNSP) tenham sido disseminadas em 36 hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) de diferentes regiões do Brasil.

Responsável técnico pela implantação do projeto no HGRS, o diretor médico da unidade, André Estrela, acredita que a ação possibilitará, entre outros resultados, o desenvolvimento de processos colaborativos entre o Hospital Roberto Santos e outras unidades hospitalares. “Essa estratégia de educar a comunidade para melhorar a segurança do paciente em hospitais públicos costuma ser muito assertiva, especialmente quando a atividade se dá por meio de um programa nacionalmente reconhecido como o Proadi-SUS [Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde]”, prenuncia.

Para minimizar riscos de segurança do paciente, o projeto atua na instauração de protocolos. Eles se dividem em temas como comunicação efetiva, cirurgia segura, higiene de mãos, segurança de medicamentos, prevenção de quedas e lesão por pressão e identificação.

Ascom HGRS

Notícias relacionadas