Notícias /

Cedap comemora 20 anos de existência

22/09/2021 15:08

Inicialmente denominado CREAIDS – Centro de Referência Estadual de Aids -, vocacionado ao atendimento a pessoas vivendo com HIV/Aids, respondia a uma necessidade social no âmbito da Secretaria da Saúde do Estado, com um serviço para atendimento ambulatorial multidisciplinar e hospital-dia.

Em 2006, em função da grande demanda e mobilização social, o Centro teve o seu nome modificado para Cedap, incorporando o atendimento às infecções sexualmente transmissíveis.

No ano seguinte, o Centro ampliou oficialmente sua atuação, incluindo o ambulatório multidisciplinar de atenção à saúde da população transgênero, e se encontra em processo para credenciamento como ambulatório transexualizador.

Em 2018, uma nova mudança ocorreu, com a abertura de ambulatório voltado à prevenção da infecção pelo HIV: o ambulatório de PrEP (Profilaxia Pré-Exposição). Em 2020, o Governo do Estado inaugurou a Unidade de Fígado do Cedap, localizada em Brotas, ampliando a área de atuação da Unidade, incluindo tratamento às hepatopatias crônicas e virais, metabólicas, auto-imunes e pré e pós operatório de transplante hepático.

Fazendo parte da comemoração, a Unidade promoveu o III Seminário de Atualização em IST/ HIV/ Aids e Hepatites, evento realizado no auditório da Unidade (com capacidade aprovada de acordo com o protocolo de saúde) e transmitido online.

Proferiram palestra no evento Fabianna Bahia, coordenadora do NEP – Núcleo de Ensino e Pesquisa/ Cedap; Delvone Freire, coordenadora médica da Unidade de Fígado; Alessandro Farias, coordenador do Ambulatório PrEP/ Cedap, e José Adriano Silva (farmacêutico Cedap.

Abriram o evento Leila Amorim, diretora da Unidade, que concluiu o seu pronunciamento afirmando que “Somos especialistas em diagnósticos, assistência e pesquisas IST/ HIV. Somos especialistas em atendimento à População Trans. Especialistas agora também em doenças do fígado. Mais que isso, somos especialistas em prevenção. E vamos ser ainda melhores. Vamos nos consolidar como Unidade de Saúde Sexual”.

Fonte: Cedap

Notícias relacionadas