Notícias /

Fórum Ampliado discute Saúde Sexual e Reprodutiva de Adolescentes

29/11/2021 14:15

Ampliar o processo de discussão e reflexão sobre a realidade da saúde sexual e saúde reprodutiva (SRSR) de adolescentes no âmbito da Rede Cegonha e contribuir na qualificação da atenção integral à Saúde Sexual e Saúde Reprodutiva de adolescentes buscando ampliar iniciativas, estratégias e ações no contexto da Rede Cegonha são os principais objetivos do Fórum Ampliado da Rede Cegonha: Cuidando de Adolescentes na Rede Cegonha: Um Desafio Inadiável, que acontece amanhã (30), na modalidade virtual pela plataforma do Telessaúde/Bahia, das 14h às 17h.

O evento destina-se a secretários Municipais de Saúde; trabalhadores e gestores da Atenção Primária à Saúde, trabalhadores e gestores dos Hospitais/Maternidades, Ministério Público, Defensoria, Universidades, Sociedade Civil Organizada, Estudantes, Conselhos de Classe e demais interessados.

REDE CEGONHA

A Rede Cegonha consiste em uma rede de cuidados que visa assegurar à mulher o direito ao planejamento reprodutivo, à atenção humanizada, à gravidez, ao parto e ao puerpério, bem como assegurar à criança o direito ao nascimento seguro, ao crescimento e desenvolvimento saudáveis (Brasil, 2011).

Conforme destaca o Ministério da Saúde, a garantia, para os e as adolescentes, dos Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos já reconhecidos como Direitos Humanos em leis nacionais e documentos internacionais, indica a importância da aceitação da individualidade e da autonomia desse segmento populacional, estimulando-os(as) a assumir a responsabilidade com sua própria saúde. O acesso à informação de qualidade e às oportunidades para o exercício desses direitos individuais, sem discriminação, coerção ou violência, baseia as decisões livres e responsáveis sobre a vida sexual e a vida reprodutiva.

Neste contexto, a estratégia da Rede Cegonha constitui um terreno fértil para a implementação de ações direcionadas às singularidades da saúde de adolescentes, para que eles e elas tenham acesso aos serviços de saúde sexual e saúde reprodutiva de qualidade, onde a cultura e as práticas profissionais devem ser transformadas, principalmente no acolhimento e nas relações de poder, dentro de uma visão promocional de saúde.

No entanto, observa-se que ao longo do tempo, o foco da discussão prevalece na mulher adulta observando-se pouco espaço para acolhimento das demandas e necessidades da mulher adolescente, tal fato, gera repercussões diversas na Saúde Sexual e Saúde Reprodutiva desse segmento etário, sobretudo no que diz respeito à gravidez não intencional na adolescência.

Diante disso, é de extrema relevância que seja ampliada a discussão e reflexão sobre tal realidade objetivando garantir a qualificação da atenção integral à saúde das/dos adolescentes no âmbito da estratégia da Rede Cegonha com resolutividade e efetividade, buscando ampliar as iniciativas na direção de mudanças mais significativas nesse quadro do Estado.

Fonte: DGC

DGC\fórum

Notícias relacionadas