Notícias /

Instituições de Ensino Superior poderão gerir hospitais e maternidades estaduais por até 10 anos

06/12/2021 12:40

Instituições de Ensino Superior público ou privadas que tenham cursos de medicina poderão gerir hospitais e maternidades estaduais por até 10 anos. Este novo modelo de gestão proposto pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), que combina ensino, pesquisa, inovação tecnológica e assistência, está em fase de consulta pública a partir desta segunda-feira (6), no site www.saude.ba.gov.br/consultapublica.

Os comentários e sugestões para o aprimoramento da proposta serão recebidos até 20 de dezembro de 2021. Também está prevista uma audiência pública a ser realizada em 16 de dezembro, às 9 horas. A participação dos interessados se dará de forma remota, em link que será disponibilizado no site oficial da Sesab.

De acordo com a secretária da Saúde da Bahia, Tereza Paim, as duas primeiras unidades que terão esse modelo implantado são o Hospital Metropolitano, localizado em Lauro de Freitas, e a Maternidade Maria da Conceição de Jesus, que foi erguida na região do Subúrbio de Salvador. “Os atendimentos continuarão sendo 100% SUS e somente as instituições de ensino que tiverem curso de medicina e estejam localizadas na região de saúde de Salvador poderão participar do processo seletivo”, afirma a secretária, ao pontuar que dez municípios compõem a região de saúde. São eles: Salvador, Candeias, Itaparica, Lauro de Freitas, Madre de Deus, Santo Amaro, São Francisco do Conde, São Sebastião do Passé, Saubara e Vera Cruz

Ainda titular da pasta estadual da Saúde ressalta ainda que “são as duas unidades mais novas, com atendimento de urgência, emergência e serviços de alta complexidade, o que possibilita a plena integração de ensino, pesquisa, inovação tecnológica e assistência”, detalha Tereza Paim.

Está disponível uma série de documentos na página www.saude.ba.gov.br/consultapublica, a exemplo dos Termos de Referência, que trazem as metas quantitativas e qualitativas a serem contratadas, bem como o quadro de profissionais/servidores, por categoria, indicadores para avaliação do desempenho, considerando o padrão de assistência estabelecido pela Sesab.

Confira a sonora de Michael Carmo, Diretor Geral de Gestão de Unidades Próprias da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia.

 

Notícias relacionadas