Notícias /

Núcleos de Segurança do Paciente do Hospital Costa do Cacau elaboram questionário para reforçar os cuidados contra a Covid

10/01/2022 12:01

Em atendimento a nota técnica COE nº 66 da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), o Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, está solicitando, conforme orientado desde o último dia 1º de dezembro, o comprovante de vacinação contra a Covid-19 para visitantes e acompanhantes. A medida também está de acordo com Decreto Estadual n° 20.894/2021.

A Sesab também alertou que só será permitido o acesso de maiores de 18 anos com o esquema vacinal completo, ou seja, com no mínimo duas doses da vacina contra a Covid-19. “Para menores de 18 anos, uma dose da vacina para alcançados pela campanha de imunização contra o Covid-19, observado o prazo de agendamento da segunda dose”, descreve ainda um comunicado emitido pelo órgão estadual.

Os núcleos de Segurança do Paciente (NSP) e Hospitalar Epidemiologia (NHE) do HRCC elaboraram um questionário de triagem para reforçar os cuidados, com o objetivo de evitar a contaminação na unidade. Acompanhantes e visitantes devem comprovar que tomaram as duas doses da vacina, ou dose única (quando aplicável), mediante apresentação da carteira de vacinação ou meio eletrônico, através do aplicativo ConecteSUS do Ministério da Saúde.

Além da comprovação de esquema vacinal completo, acompanhantes e visitantes devem informar se tiveram contato com alguém positivado com o novo coronavírus nos últimos 14 dias e se apresentam algum sintoma como febre, tosse, dor de garganta, falta de ar, coriza, perda de olfato ou paladar.

A enfermeira Laís Goes, do NHE, informa que a nota técnica da Sesab considera a vacinação completa, de acordo com o Plano Nacional de Imunização, que recomenda a primeira, segunda e terceira dose, com intervalos entre a segunda e terceira dose de 150 dias. “Essa medida visa reforçar a segurança sanitária no HRCC, e busca evitar contaminações por Covid-19 no ambiente hospitalar. A comprovação vacinal é indispensável”, reforçou.

Ascom do Costa do Cacau

Notícias relacionadas