Centro de Testagem e Aconselhamento

O Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) atua na prevenção das IST’s / HIV /Aids, contribuindo para promoção da atenção integral, possibilitando avaliar riscos, desde que considere ações dirigidas e adequadas as especificidades de cada usuário ou segmento populacional com o foco na saúde sexual e reprodutiva. Realiza atividades extra – muros como FIQUE SABENDO, na procura de atingir grupos populacionais mais vulneráveis às infecções como HIV, SIFÍLIS , HEPATITES E HTLV.

Objetivos

Levar informações sobre prevenção das IST’s/HIV/Aids.
Expandir o acesso ao diagnóstico da infecção pelo HIV.
Contribuir para a redução dos riscos de transmissão do HIV.
Estimular a adoção de práticas sexuais seguras.
Encaminhar as pessoas com HIV, sífilis, hepatites e HTLV positivas para os serviços de referência.
Absorver a demanda dos resultados sorológicos dos bancos de sangue.
Estimular a testagem das parcerias sexuais.
Auxiliar os serviços pré-natal para a testagem sorológica em gestantes.

O CTA oferece ao usuário:

Aconselhamento Individual Pré-teste no qual o usuário interessado em realizar a testagem, é atendido individualmente pelo aconselhador atuando com o objetivo de reafirmar o caráter voluntário e confidencial da testagem, enfatizar a relação entre IST’s / HIV / Aids, identificar o motivo da necessidade de testagem, verificar histórico anterior de testagens e situações de vulnerabilidade, oferecer testagem para HIV , Sífilis, Hepatites e HTLV e encaminhar o usuário para a coleta laboratorial.

Aconselhamento Individual Pós-teste atuando na revelação diagnóstica.

Diante de um resultado negativo: avaliar a janela imunológica e a necessidade de retestagem; reforçar as práticas sexuais já adotadas ou a serem adotadas pelo usuário diante de riscos, com ênfase na prevenção combinada.; reforçar o beneficio do uso dos métodos de prevenção, demonstrando-os corretamente, se necessário.

Diante de um resultado positivo: oferecer o apoio emocional necessário à situação, permitindo ao usuário tempo suficiente para assimilar o impacto do diagnóstico; lembrar que um resultado positivo significa, apenas que a pessoa é portadora do vírus, podendo ou não estar com a doença desenvolvida; reforçar a importância do encaminhamento e adesão ao tratamento; enfatizar a necessidade de adotar medidas preventivas, a fim de evitar outras IST’s e a transmissão para outras pessoas; orientar sobre a necessidade de comunicar o resultado o(a) parceiro(a) atual; encaminhar para os serviços de referência.