Histórico

Durante o processo da Reforma Sanitária Brasileira, nos anos 80, a sociedade debateu amplamente o conceito de saúde, reconhecendo a relação do trabalho com a saúde como uma questão de saúde pública. Assim, a Constituição de 88 inclui a Saúde dos Trabalhadores como responsabilidade do Sistema Único de Saúde – SUS devendo-se integrar as ações de vigilância dos ambientes de trabalho às de atenção à saúde dos trabalhadores.

É nesse contexto que em 1988 numa parceria do Governo do Estado e o Ministério das Relações Exteriores da Itália, através da Associação para a Solidariedade Entre os Povos – AISPO e o movimento social organizado surge o CESAT, com o propósito de desenvolver políticas que apontem para a melhoria das condições de trabalho e do cuidado à saúde dos trabalhadores.