Estrutura Organizacional

O Ciave é formado por um corpo técnico multiprofissional. Conta com equipe de médicos toxicologistas que atuam em sistema de plantões permanentes de 24 horas, todos os dias de semana, prestando assistência presencial aos pacientes intoxicados, juntamente com as equipes de Emergência e outras unidades especializadas do HGRS, além de orientações através de telefone para toda a rede de saúde do Estado, seja pública ou privada. Os setores de Farmácia, Biologia, Medicina Veterinária, Psicologia, Enfermagem e o LABTOX colaboram nesta assistência com as variadas atribuições pertinentes às suas áreas de ação.

O Ciave atende a quatro tipos de clientela

  1. Pacientes intoxicados que procuram espontaneamente assistência especializada ou que são referenciados por Hospitais e Serviços de Saúde da Capital e Interior, sendo atendidos presencialmente pela equipe do CIAVE nas dependências do HGRS.
  2. Profissionais de saúde da Rede Pública e Privada Estadual que necessitam de orientação diagnóstica e terapêutica especializada.
  3. Estudantes e profissionais de saúde que buscam informações toxicológicas e realizam estágios e pesquisas em Toxicologia nas suas diversas áreas.
  4. População em geral que solicita orientação para situações de emergências tóxicas e medidas preventivas contra envenenamentos.

O Laboratório de Toxicologia – LABTOX realiza análises toxicológicas visando o auxílio diagnóstico e monitoramento dos pacientes atendidos pela rede pública de saúde, além de apoiar a Central de Transplante de Órgãos com a dosagem de fármacos e propiciar a monitorização terapêutica de fármacos às unidades públicas de saúde.

O serviço de Farmácia desenvolve o acompanhamento terapêutico e disponibiliza antídotos e soros antiveneno para as unidades de saúde pública do Estado.

O Setor de Biologia realiza identificação de animais, peçonhentos ou não, assim como de plantas venenosas, para auxilio diagnóstico e atividades preventivas.

A Comissão de Ensino e Pesquisa – COEPE busca fomentar e organizar as atividades relacionadas às práticas de ensino e pesquisa desenvolvidas no âmbito do CIAVE, fornecendo oportunidade de sistematização de instrumentos de trabalho e documentação, pautado por seu Regimento, pelas políticas da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB), pelos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) e legislações pertinentes.

O Núcleo de Estudo e Prevenção do Suicídio – NEPS tem como finalidade além do atendimento e acompanhamento dos pacientes que tentam o suicídio, a prevenção e o tratamento dos casos de depressão, como suporte à rede pública de saúde estadual.

Com a finalidade de descentralizar as ações de Toxicovigilância no Estado da Bahia, foram desenvolvidos Programas de Capacitação, através de cursos para profissionais de Saúde de nível médio e superior, elaboração de manuais, monografias, folders, cartazes e cartilhas, implantação de bancos de dados toxicológicos e bancos de antídotos e soros.

O CIAVE coordena ainda projetos específicos na área, como o Programa Estadual de Acidentes por Animais Peçonhentos, uma extensão do Programa Nacional gerenciado pelo CENEPI – Ministério da Saúde, sendo responsável pela distribuição, controle e correta utilização dos soros antipeçonhentos no Estado além de desenvolver estudos epidemiológicos desses agravos notificados através do SINAN e outras fontes de informação.