Programa de Combate ao Racismo Institucional (PCRI)

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia – SESAB, atuando em busca da promoção da saúde da população, instituiu o Programa de Combate ao Racismo Institucional – PCRI que visa fortalecer um dos tripés do Sistema Único de Saúde – SUS que é a equidade em saúde. Invesir no combate ao racismo no âmbito do SUS significa ativar mudanças de comportamentos, atitudes e práticas institucionais que determinam o atendimento discriminatório das pessoas, resultantes de preconceito inconsciente, ignorância, falta de atenção ou estereótipos racistas. Num estado onde 76,3% da população são autodeclarados pretos e pardos, as conquistas políticas e sociais precisam ganhar maior visibilidade na mesma proporção. Neste sentido, entre as ações do Novembro Negro, foram lançadas a Cartilha do “Programa de Combate ao Racismo Institucional – Fortalecendo o Princípio da Equidade no Sistema Único de Saúde” e a Cartilha de ” Saúde Bucal. Estas cartilhas agregam informações que visam ampliar e favorecer o acesso adequado destas populações aos bens e serviços públicos.

Além disso, para a promoção da Saúde da População Negra, as equipes e serviços de saúde precisam, além dos cuidados das principais doenças que acometem crianças, adolescentes e jovens, mulheres, homens e idosos (Hipertensão, Diabetes, Doença Falciforme, Câncer de Colo de útero, violências, etc.) incorporar progressiva e continuamente, nas ações e serviços de saúde, escuta qualificada, visando garantia de resolutividade das demandas de saúde e respeitando outras especificidades como o Gênero e Orientação Sexual.