Saúde da Pessoa Idosa

A Secretaria da Saúde, através da Área Técnica de Saúde da Pessoa Idosa – ATSI, cumpre o objetivo de apoiar os municípios na formulação, implantação e implementação do cuidado integral à saúde da pessoa idosa, conforme está preconizado na Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa – PNSPI, definida através da Portaria de n 2528/GM de 19 de outubro de 2006.

A PNSPI tem como diretrizes:
I. Promoção do Envelhecimento Ativo e Saudável;
II. Atenção Integral, Integrada à Saúde da Pessoa Idosa;
III. Estimulo às ações intersetoriais, visando à integralidade da atenção;
IV. Provimento de recursos capazes de assegurar qualidade da atenção à saúde da pessoa idosa;
V. Estimulo à participação e ao fortalecimento do controle social;

Sua finalidade primordial é promover, manter e recuperar a autonomia e a independência dos indivíduos idosos, direcionando medidas coletivas e individuais de saúde, de forma a alcançar como meta, a atenção à saúde adequada e digna para os idosos brasileiros, centrada na capacidade funcional, que é definida “como a manutenção plena das habilidades físicas e mentais desenvolvidas ao longo da vida, necessárias e suficientes para uma vida independente e autônoma” (Neri, 2001).

Considerando que a política de saúde da pessoa idosa deve trabalhar com o paradigma “Capacidade Funcional, faz necessário a organização dos serviços, olhando para além das doenças, buscando a compreensão dos aspectos funcionais do indivíduo que envelhece, bem como suas condições socioeconômicas e sua capacidade de autocuidado.

Nesse sentido, de acordo com o novo paradigma da atenção à saúde da pessoa idosa, a organização do cuidado integral a essa população, deve ser estruturado a partir de uma avaliação multidimensional, que envolva as dimensões clínicas, psicossociais e funcionais.

Um dos instrumentos que permite a realização da avaliação multidimensional é a Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa. Ela integra um conjunto de iniciativas do Ministério da Saúde que tem por objetivo qualificar a atenção ofertada às pessoas idosas. Para que o Ministério da Saúde envie o instrumento, os municípios precisam realizar a adesão através de ofício de solicitação assinado pelo Secretário Municipal de Saúde e cadastro – clique aqui para ter acesso ao formulário.

Com relação à organização da linha de cuidado integral das pessoas idosas nas redes locais de atenção, os municípios podem se embasar no documento Orientações Técnicas para a Implementação da Linha de Cuidado para Atenção Integral à Saúde da Pessoa Idosa no Sistema Único de Saúde, que foi lançado pelo Ministério da Saúde no ano de 2018 e fornece orientações técnicas aos gestores.

Ações desenvolvidas pela ATSI

  • Acompanhamento e Avaliação dos Indicadores de Saúde da População Idosa;
  • Apoio a formulação de protocolos assistenciais que possibilitem a organização da rede de serviços de atenção a pessoa idosa;
  • Apoio técnico aos municípios, na organização da linha de cuidado para atenção integral às pessoas idosas no SUS;
  • Ações para o fortalecimento das abordagens ao envelhecimento ativo;
  • Incentivo a Adesão, Implantação e Implementação da Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa;
  • Ações de educação permanente para os profissionais de saúde do SUS, na área de saúde da pessoa idosa;
  • Desenvolvimento de ações de prevenção a violência contra a pessoa idosa e prevenção de quedas.

 

Documentos de referência

Como subsídios técnicos para organização da atenção à saúde e Implementação da Linha de Cuidado para Atenção Integral à Saúde da Pessoa Idosa no Sistema Único de Saúde, seguem alguns documentos de referência:

Caderneta de Saúde da Pessoa Idosa

Caderno 19 – Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa

Estatuto do Idoso (Lei nº 10.741, de 1/10/2003)

Guia Prático do Cuidador

Diretrizes – Cuidado com a pessoa idosa

Orientação para implantação da Linha de Cuidado

Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa (Portaria nº 2.528, de 19/10/2006)

Centro de Referência Estadual de Atenção à Saúde do Idoso – CREASI

 

Diretoria de Gestão do Cuidado – DGC
Coordenação de Ciclo de Vida e Gênero – CCVG
Área Técnica de Saúde do Idoso
4° Avenida do CAB, n° 400, Lado B, 2° andar, Sala 210A – Salvador – Bahia
Tel.: (71) 3115-4245/ 3115-4345
E-mail: dgc.saudedoidoso@saude.ba.gov.br