Deputados Estaduais da Comissão de Saúde aprovam o novo Hospital Couto Maia | Sesab
Notícias /

Deputados Estaduais da Comissão de Saúde aprovam o novo Hospital Couto Maia

15/05/2018 11:48

Com as obras já em fase final, o Instituto Couto Maia (Icom), nova unidade hospitalar da Secretaria da Saúde do Estado, referência em doenças infecto-contagiosas, foi visitado nesta terça-feira (15) por deputados da Comissão de Saúde e Saneamento da Assembleia Legislativa da Bahia. O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas conduziu os deputados pelas instalações, explicando como funcionarão os diversos setores como emergência, internação e centro de referência de imunobiológicos.

O novo hospital, que conta com investimento de cerca de R$110 milhões, será entregue ainda no primeiro semestre deste ano e substituirá o Hospital Couto Maia, que funciona no bairro do Monte Serrat e já não comporta o volume de atendimentos e a complexidade das doenças atuais. Com o Icom, a capacidade de atendimento será ampliada. A oferta de leitos será ampliada de 97 para 120, sendo 20 vagas de Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

“Este será o maior e mais moderno hospital de doenças infecciosas do país, com leitos de UTI pediátrica e adulta, enfermarias com leitos de isolamento, além de salas cirúrgicas”, afirmou Fábio Vilas-Boas. Ele ainda destaca que nova unidade será um hospital que utilizará prontuário eletrônico, dispensando impressão de papel.

O presidente da comissão de saúde e saneamento, deputado Alex da Piatã, destacou como uma grande iniciativa a construção do hospital. “Eu achava que [o ICOM] seria inaugurado no próximo ano, mas estou vendo que está tudo muito adiantado. Vai ser mais uma referência em saúde para nosso estado”, disse Alex da Piatã. “É uma belíssima constatação de como está adiantada a obra e também a grandiosidade deste hospital. Isso mostra a preocupação do governador Rui Costa e do secretário Fábio Vilas-Boas com a saúde do povo baiano”, completou a deputada Maria Del Carmen.

A diretora-geral do Hospital Couto Maia, Ceuci Nunes, afirma que o Icom garantirá uma melhor assistência aos pacientes e uma maior segurança para eles e para os trabalhadores. “Vai ser uma melhoria estrutural imensa. Haverá, por exemplo, leito de isolamento com pressão negativa e equipamentos de diagnóstico por imagem”, pontuou.

Este é o segundo hospital no estado a ser construído através de uma Parceira Público-Privada (PPP). No modelo adotado, os serviços médicos são prestados pelo Estado e os serviços de apoio pelo parceiro privado.

L.R. DRT 2.600/BA
Couto Maia/alba

 

Notícias relacionadas