Residência em Medicina e Comunidade

O Médico da Família e Comunidade é o especialista em prestar cuidados personalizados e continuados a indivíduos, famílias de uma determinada população, independente de idade, sexo ou problema de saúde.

O Programa de Residência Médica (PRM) na área de Medicina de Família e Comunidade tem como objetivo formar este médico  que atuará prioritariamente na Atenção Primária à saúde, desenvolvendo competências clínicas e não-clínicas em equipe multidisciplinar, a partir de uma abordagem ampliada do processo saúde-adoecimento, integrando ações de promoção, proteção, tratamento, recuperação e de educação em saúde no nível individual e coletivo.

O PRM tem a duração de dois anos, abrangendo 2880 horas/ano, através do treinamento em serviço em 60 (sessenta) horas semanais. As atividades de treinamento em serviço são programadas por meio dos seguintes meios e formas:

  • Atividades na comunidade: domicílios, escolas, locais de trabalho, lazer, associações – um mínimo de 10% da carga horária total;
  • Atividades em unidades de cuidados primários de saúde: postos de saúde em áreas rurais e/ou urbanas; centros de saúde ou unidades mistas de saúde e unidades de saúde situadas em centros de referência – um mínimo de 60% da carga horária total;
  • Atividades em unidades de cuidados secundários e terciários: hospitais gerais, de especialidades ou especializados – um mínimo de 20% da carga horária, dando-se especial atenção ao matriciamento e a interface desses serviços com a Atenção Primária.

A especialidade é reconhecida pela CNRM Resolução 05/2002 e o PRMFC reconhecido pelo MEC (098/2010-MEC/SESU/DHR/CGRS) é gerenciado pela Escola Estadual de Saúde Pública Professor Francisco de Magalhães Netto há três anos, numa parceria com instituições de ensino, serviços de saúde e municípios.

A seleção é unificada, coordenada pela CEREM (Comissão Estadual de Residência Médica) juntamente com as demais especialidades médicas, sendo prevista a oferta de até 10 (dez) vagas para o ano de 2013.