Hemoba inaugura unidade de coleta no SAC de Cajazeiras

Quem já está acostumado a renovar a carteira de habilitação ou pedir uma segunda via da identidade nas unidades do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) pode, a partir de hoje (22), também doar sangue, na unidade de Cajazeiras. A inauguração da nova unidade de coleta de sangue da Fundação de Hemoterapia e Hematologia da Bahia (Hemoba), no SAC Cajazeiras, na capital baiana, consolida uma nova estratégia de captação para reduzir o déficit de bolsas no estado.

"A idéia é que para praticar esse ato de solidariedade, as pessoas não precisem se deslocar para uma unidade de saúde, por isso, focamos na aquisição de unidades móveis e na implantação em postos do SAC", afirma o secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, ao explicar ainda que a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que 3% a 5% da população de um país deve doar sangue, mas no Brasil, o percentual de doadores está na casa de 1,7%, muito abaixo do que é considerado ideal.

Para o secretário da Administração do Estado, Edelvino Góes, "o SAC é um modelo de eficiência de atendimento, que leva serviço e cidadania. Agora, com esse projeto piloto, passa a realizar a coleta de sangue e o cadastro de medula óssea. Avaliaremos o serviço para poder replicar em outras unidades", destaca o secretário.

De acordo com o diretor geral da Hemoba, Marinho Marques, "o posto terá a capacidade de coletar até 120 bolsas diárias e as próximas unidades da Rede SAC em estudo para dispor do serviço, estão localizadas nos municípios de Lauro de Freitas, Santo Antônio de Jesus e Feira de Santana", diz.

Um dos primeiros candidatos à doação foi o morador de Cajazeiras, Jaime Pereira Lima. Ele conta que já deixou de doar outras vezes por conta da distância até o posto de coleta da Hemoba, localizado na Vasco da Gama, em Salvador. "É um estímulo maior ter um posto próximo a minha residência. A possibilidade de doação aumenta", falou Jaime. Outro candidato à doação foi Marcelo Santos Silva. "Sou doador desde 2006 e com esse novo posto no SAC, com certeza, facilita a doação", ressalta.

Para atender à demanda da Bahia, seria ideal o armazenamento de 450 mil bolsas de sangue por ano, mas, de acordo com a Hemoba, em 2015 foram coletadas apenas 104 mil. De acordo com o Ministério da Saúde, pelo menos um, em cada dez pacientes internados necessitam de sangue, sendo que até quatro vidas podem ser salvas com uma doação, isso porque o sangue é separado em quatro tipos de componentes, específicos para a necessidade de cada paciente.

Quem pode ser doador

Pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Além disso, é necessário pesar acima de 50 quilos e estar bem de saúde. Candidatos à doação de sangue com idade entre 16 e 17 anos, deverão estar acompanhados pelo responsável legal. Não é recomendada a doação para o candidato que teve diagnóstico de hepatite após os 10 anos de idade, ou mulheres grávidas ou que estejam amamentando.

Ascom/Sesab
/hemoba/inaugura cajazeiras1

 

Youtube Flickr Facebook Twitter