EESP realizou Sessão Temática sobre Rede de Atenção Psicossocial

A Escola Estadual de Saúde Pública (EESP) promoveu ontem (13), no auditório da Hemoba, a quinta Sessão Temática do ano, com o tema: "A Rede de Atenção Psicossocial e a desinstitucionalização na Bahia: uma conquista cotidiana". A palestra foi ministrada por Carolina de Andrade Dórea e Caliandra Machado Pinheiro, ambas da área técnica de Saúde Mental na Diretoria de Gestão do Cuidado (DGC/SESAB).

Carolina Dórea iniciou por enfatizar que a desinstitucionalização trabalha na perspectiva da mudança do modelo com o foco hospitalocêntrico e na doença, para um que foque nas necessidades da pessoa e com base comunitária, onde haja responsabilização compartilhada de setores e sociedade e reconstrua o papel destes sujeitos enquanto atores sociais.

Dórea ainda falou sobre a Rede de Atenção Psicossocial, seus componentes e diretrizes estaduais e apresentou dados do Panorama Atual dos Hospitais, Anexos Psiquiátricos, ESF, NASF e CAPS na Bahia. Ressaltou a criação da Comissão Interinstitucional de Planejamento das Ações de Desinstitucionalização no Estado, em março de 2017, e a demanda da elaboração de um plano de ação para contemplar a pauta, que está em curso. Trouxe reflexões sobre que prioridades pensamos em dar a estes usuários e o que seria necessário para que os profissionais de saúde se sintam mais preparados para acolher estas demandas de saúde mental.

Caliandra Machado dissertou sobre sua pesquisa com base nos usuários, apresentando relatos de casos onde foram pontuadas suas falas sobre acolhimento, dispensação de medicamentos, relação com os profissionais de saúde, resultado das internações, bem como a qualidade das atividades realizadas nos locais de internamentos e atendimento terapêutico, tanto públicos quanto privados, trazendo assim, suas experiências positivas e negativas. Enfatizou que os serviços e seus profissionais podem se tornar agenciadores de um cuidado integral tecendo, em conjunto com os usuários, esse cuidado.

Ao final, as palestrantes estiveram disponíveis para perguntas e troca de experiências com o público presente, no espaço aberto para o debate.

Fonte: EESP
EESP/Psico

 

Youtube Flickr Facebook Twitter