Página Inicial > Notícias Cidadão Usuário > Mutirão para exame oftalmológico em bebês com microcefalia dia 21 no HGRS

Mutirão para exame oftalmológico em bebês com microcefalia dia 21 no HGRS

Na próxima segunda-feira (21), a partir das 7 horas, o Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, realiza um mutirão para exames oftalmológicos em bebês com microcefalia. O médico oftalmologista Bruno de Paula Freitas, especialista em retina, constatou lesões em três casos já estudados.

O mutirão, voltado exclusivamente para pacientes com microcefalia (malformação da cabeça e cérebro, pequenos em relação aos de bebês da mesma idade e sexo) ocorrerá no Ambulatório de Oftalmologia, que fica no Ambulatório de Multiespecialidades, no andar térreo do prédio Anexo do HGRS, próximo à UPA do Cabula. O atendimento é totalmente gratuito e as mães devem levar a Certidão de Nascimento, comprovante de residência e cartão do SUS dos bebês para efetuar o cadastro, além de todos os exames deles e das próprias mães, feitos durante e depois da gravidez.

No mutirão, será feito o exame oftalmológico e orientação de acompanhamento, bem como exames complementares para melhor documentação dos achados, como explica o oftalmologista Bruno Freitas. "Não existe nada na literatura médica, tudo ainda é muito novo. Mas, nos casos estudados, quando fizemos avaliação do fundo de olho com exame de oftalmoscopia, ou mapeamento de retina, detectamos alterações atingindo o nervo ótico. Em contato com outros colegas, eles disseram já ter observado isso".

O médico ressalta que ainda não está definido se há uma relação causal entre a infecção por zika vírus e as alterações em fundo de olho nos bebês com microcefalia, daí ser oportuno examinar o maior número possível de pacientes com a malformação. "Outras doenças, como toxoplasmose, rubéola congênita e citomegalovírus podem causar essas alterações", observou. Para exames mais detalhados em bebês, particularmente em recém-nascidos, é necessário um aparelho chamado Retscam para fotografar a retina, e é um aparelho desse tipo, cedido pelo médico Rubens Belfort, da Unifesp - Universidade Federal de São Paulo, que será utilizado no mutirão.

Dados da microcefalia: No Estado da Bahia, até o dia 12 de dezembro de 2015, foram notificados 180 casos suspeitos de microcefalia com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros. Os casos ocorreram em 42 municípios, tendo Salvador registrado 97 casos, o equivalente a 53,8% do total de notificações.

Dentre os 180 casos, foram notificados seis óbitos nos municípios de Salvador (1), Itapetinga (1), Olindina (1), Tanhaçu (1), Camaçari (1) e Itabuna (1), porém não consta a informação do perímetro cefálico.

Fonte: Ascom HGRS
/hgrs/mutirão

 

Notícias Relacionadas

Youtube Flickr Facebook Twitter

Av. Luis Viana Filho, 400, Secretaria da Saúde, Centro Administrativo da Bahia - CAB, CEP 41.745-900 - Salvador/Bahia - Central de Informações: 71 3115-4199
Site desenvolvido pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia em plataforma Joomla em conformidade com a W3C. Ativo desde 22/12/2014