Página Inicial > Notícias Cidadão Usuário > Mutirão de Jaguaquara vai realizar mais de 300 cirurgias no centro-sul baiano

Mutirão de Jaguaquara vai realizar mais de 300 cirurgias no centro-sul baiano

Até o dia 9 de outubro, mais de 300 moradores do centro-sul baiano serão atendidos no Mutirão de Cirurgias Eletivas do Governo do Estado, que já marcou 311 procedimentos e mais de 60 aguardam retorno dos pacientes com exames complementares. Nesta etapa, será atendida a população de cerca de 13 municípios, em uma unidade de saúde adaptada especialmente para receber o projeto na cidade de Jaguaquara, na região centro sul. Os atendimentos que começaram no dia 12 deste mês, com exames e consultas pré-operatórios, iniciam as cirurgias na manhã desta quinta-feira (15).

Para a primeira cirurgia do dia, a lavradora Maria das Graças Barreto chegou cedo na unidade de saúde, e pouco antes das 8h já estava pronta para entrar no centro cirúrgico para realização retirada de útero e hérnia. Acompanhada da irmã, a também lavradora Galdeni Barreto, ela veio de Nova Itarana, cidade onde as duas moram, especialmente para fazer o procedimento. “Estava esperando por essa cirurgia há mais de seis meses, mas há três meses piorei muito. Estou muito feliz e ansiosa para fazer logo a cirurgia. Tem três dias que não durmo por causa disso. E achei que vinha só para fazer o procedimento no útero, mas foi fazendo os exames aqui que descobri que tenho hérnia também. O médico falou que pode fazer tudo de uma vez”, disse, pouco antes de entrar no centro cirúrgico.

D. Maria das Graças é uma das 14 pessoas que serão atendidas no primeiro dia de mutirão em Jaguaquara e que farão 19 cirurgias. Além de histerectomia (retirada do útero), a ação vai realizar também procedimentos de hérnias inguinal, umbilical, recidiva e epigástrica, vesícula (colecistectomia), retirada de mioma (miomectomia), mama (mastectomia) e próstata (prostatectomia). Desde a última segunda-feira (12), os pacientes passaram por eletrocardiograma, RX de tórax (maiores de 45 anos), ultrassonografia e consultas com cirurgião e anestesista, todos realizados em carretas do próprio mutirão. Depois disso, eles têm a cirurgia marcada e é só aguardar pelo dia do atendimento.
Após a cirurgia, todos os atendidos saem da unidade de saúde com o chamado 'kit pós-operatório', que contém medicamentos e orientações de cuidados para os pacientes, que, posteriormente, passam por uma reavaliação. O atendimento oferece assistência desde o primeiro momento até depois da alta hospitalar. Tudo isso utilizando a estrutura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.

Meta é diminuir filas

Jaguaquara é o terceiro município a receber o mutirão, depois de Ipiaú, que ainda está realizando as cirurgias até o dia 22 deste mês, e Jequié, que também começam os procedimentos cirúrgicos nesta quinta. A meta do projeto é realizar 13 mil procedimentos em um ano, com investimentos de cerca de R$ 30 milhões. No mutirão, a ideia é diminuir as filas por procedimentos simples e, para isso, o Governo do Estado está arcando com 50% do valor dos procedimentos pela tabela do Sistema Único de Saúde.

Ao conferir o início do mutirão nesta quinta-feira (15), o governador Rui Costa, acompanhado do secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, conheceu as instalações, conversou com médicos e pacientes e anunciou novas metas. "Eu desafiei a Secretaria de Saúde a uma meta mais audaciosa, a de atingir 20 mil cirurgias até dezembro do ano que vem, porque nosso objetivo final é zerar as filas de espera por esses procedimentos e, depois, numa segunda etapa, trabalhar o mutirão sob demanda, para as cidades que conseguirem reunir a maior quantidade de pessoas que precisem dessas cirurgias”.
Rui disse ainda que o governo está cumprindo um compromisso que foi feito com o povo baiano, de regionalizar a saúde no estado. “O mutirão faz parte desse projeto, junto com as policlínicas já em fase avançada no município de Jequié, por exemplo, que vai atender a 22 municípios".

Os pacientes foram selecionados a partir do Sistema de Gestão de Cirurgias Eletivas- Lista Única e isso possibilitou a inclusão de moradores de de diversas cidades da região, como Brejões, Cravolândia, Irajuba, Itaquara, Santa Inês, Itiruçu, Lafaiete Coutinho, Lajedo do Tabocal, Maracás, Planaltino e Iramaia. Esses municípios também são os responsáveis por fazer o transporte do paciente com acompanhante para cidade onde ele será operado.

 

Notícias Relacionadas

Youtube Flickr Facebook Twitter

Av. Luis Viana Filho, 400, Secretaria da Saúde, Centro Administrativo da Bahia - CAB, CEP 41.745-900 - Salvador/Bahia - Central de Informações: 71 3115-4199
Site desenvolvido pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia em plataforma Joomla em conformidade com a W3C. Ativo desde 22/12/2014