Página Inicial > Notícias Cidadão Usuário > Após publicação em revista europeia, fisioterapeuta do HGRS apresenta três trabalhos científicos na Flórida

Após publicação em revista europeia, fisioterapeuta do HGRS apresenta três trabalhos científicos na Flórida

Depois de publicar artigo sobre preditores de quedas recorrentes em pessoas com doença de Parkinson e proposta de uma escala preditiva no europeu Journal of Parkinson's Disease, a  fisioterapeuta Lorena Almeida representou o Hospital Geral Roberto Santos, em Salvador, no 1º Congresso Panamericano de Doença de Parkinson e Distúrbios do Movimento, na Flórida. Ela, que é uma das responsáveis pelo Ambulatório de Transtornos do Movimento e Doença de Parkinson do HGRS, apresentou três trabalhos científicos no evento, realizado em Miami no mês de fevereiro.

No trabalho intitulado "Implementation process of the translation and adaptation of the European Physiotherapy Guideline for Parkinson's Disease to Portuguese" (Processo de implementação da versão em português da diretriz europeia de fisioterapia para doença de Parkinson, em livre tradução), foram abordadas as estratégias de implementação da Versão em Português da Diretriz Europeia de Fisioterapia para a doença de Parkinson no Brasil e em Portugal, que incluíram apresentações em congressos e cursos nacionais e internacionais. "O nível de conhecimento da Diretriz ainda é baixo e os profissionais que a conheciam não utilizavam na prática clínica por não se sentirem seguros, o que reforça a necessidade de intensificar as estratégias de implementação dela", pontua Lorena, que é uma das três autoras da Versão em Português.

Já no trabalho "Predicting multiple falls in people with Parkinson's disease: a statistical approach" (Predição de quedas múltiplas em pessoas com doença de parkinson: uma abordagem estatística), realizado em parceria com um grupo de pesquisa de Sydney, Australia, foram discutidos preditores de quedas múltiplas em pessoas com Parkinson. Tema relevante, de acordo com a fisioterapeuta, pelas inúmeras consequências que as quedas podem trazer: "a identificação de fatores de risco de quedas múltiplas podem direcionar programas de prevenção de quedas em pessoas com Parkinson, serviço que é realizado por mim no ambulatório do HGRS".

O terceiro trabalho apresentado no congresso foi "Association between freezing of gait and symptoms of anxiety and depression in people with Parkinson's disease" (Associação entre congelamento da marcha e sintomas de ansiedade e depressão em pessoas com doença de parkinson). Nele, foi estudada a relação entre alterações da marcha e sintomas de ansiedade e depressão em pessoas com Parkinson.

Lorena conta ainda que o artigo publicado antes da sua última viagem acadêmica foi fruto da sua pesquisa de doutorado. Originalmente nomeada como "Predictors of Recurrent Falls in People with Parkinson's Disease and Proposal for a Predictive Tool", a pesquisa identificou preditores de quedas recorrentes em pessoas com Parkinson (confira no link http://content.iospress.com/articles/journal-of-parkinsons-disease/jpd160934).

"No Hospital Roberto Santos, além da identificação dos fatores de risco, estamos trabalhando com uma escala preditiva de quedas. Atualmente um outro projeto de doutorado também está sendo realizado no Ambulatório de Transtornos do Movimento e Doença de Parkinson, visando validar externamente tal escala. Ou seja, testar a acurácia da mesma quando aplicada a outra população", destaca a fisioterapeuta.

Ascom HGRS

 

Notícias Relacionadas

Youtube Flickr Facebook Twitter

Av. Luis Viana Filho, 400, Secretaria da Saúde, Centro Administrativo da Bahia - CAB, CEP 41.745-900 - Salvador/Bahia - Central de Informações: 71 3115-4199
Site desenvolvido pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia em plataforma Joomla em conformidade com a W3C. Ativo desde 22/12/2014