Página Inicial > Notícias Cidadão Usuário > Saúde sem Fronteiras foi lançado em Porto Seguro

Saúde sem Fronteiras foi lançado em Porto Seguro

Planejado para levar serviços de rastreamento do câncer de mama (mamografia), oftalmologia, odontologia (Odontomóvel) e doação de sangue (Hemóvel) a diversos pontos da Bahia, o Programa Saúde Sem Fronteiras foi lançado nesta sexta-feira (2), em Porto Seguro. Com investimento anual de até R$ 40 milhões, os serviços foram integrados e ganharam atenção redobrada, com mais veículos e atividades.

Criado pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), o Programa levará, cada vez mais, serviços considerados de difícil acesso para a população. O lançamento, feito pelo secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, foi realizado em conjunto com o início da Campanha Outubro Rosa, movimento internacional para conscientizar e estimular o diagnóstico e prevenção do câncer de mama.

Saúde sem Fronteiras

Na oportunidade, estão sendo disponibilizadas mamografias através do Saúde Sem Fronteiras. Em Porto Seguro, o rastreamento do Câncer de Mama estará no período de 2 a 20 de outubro, atendendo mulheres de 50 a 69 anos, faixa etária considerada de risco para a doença. Nesta etapa, a Sesab está preparada para fazer 2.100 mamografias, somente em Porto Seguro. Atualmente, além de Porto Seguro, a ação está em Cruz das Almas, Governador Mangabeira, Maragogipe e Muritiba.

A dona de casa Benilta Freitas, 51 anos, foi uma das mulheres atendidas nesta sexta-feira em Porto Seguro. Ela conta que tem histórico do câncer de mama na família e esse é um dos motivos que a fizeram buscar o atendimento do rastreamento câncer de mama do Saúde Sem Fronteiras. "É importante para mim. Estou cuidando da minha saúde. O quanto antes descobrir qualquer problema é melhor", ressaltou Benita Freitas.

De acordo com o secretário Fábio Vilas-Boas, o governo tem a preocupação de descentralizar e regionalizar a assistência no Estado da Bahia. “Chega de enviar pacientes de ambulância para Salvador. Nós vamos estruturar a assistência em Porto Seguro, qualificar e ampliar o serviço no Hospital Luis Eduardo Magalhães, e nas regiões Sul e Extremo Sul, envolvendo Porto Seguro, Teixeira de Freitas e Eunápolis, de modo que nós possamos oferecer à população toda a assistência que ela necessita. O governador Rui Costa tem um carinho especial por Porto Seguro e fez questão que nós estivéssemos presentes aqui apoiando a administração municipal, prestigiando a população”, disse o secretário.

Na oportunidade ele falou sobre as ações do Saúde sem Fronteiras. “Estamos aqui fazendo o lançamento oficial da nova campanha de atendimento itinerante da Secretaria da Saúde, denominado Saúde sem Fronteiras. Nessa campanha, vamos rodar todo o estado da Bahia com caminhões, fazendo rastreamento de câncer de mama, cirurgias de catarata, diagnóstico de problemas oculares, e fornecimento de óculos, em caso de necessidade, atendimento odontológico, onde nós faremos tratamentos de cáries e de canal, além de fornecer próteses dentárias. Nesse programa, também, temos o Hemóvel, que vai coletar doações de sangue e de medula óssea”, esclareceu Vilas-Boas.

Houve também a caminhada pela vida, na luta contra o câncer de mama, dentro da terceira edição do Porto Seguro Rosa: uma atitude de peito, projeto implantado em 2013 pela prefeitura municipal.

Cine Rosa

A iniciativa do Outubro Rosa é mais uma ação do Governo do Estado da Bahia na ampliação das políticas públicas de saúde para as mulheres. Esse ano, desejamos alcançar a meta de 20 mil mamografias gratuitas em todo o Estado, somente no mês de Outubro, sendo mais de 4 mil exames em Porto Seguro”. afirmou a secretária de Política para as Mulheres, Olívia Santana.

Ainda como parte das ações do Outubro Rosa, a Secretaria de Políticas para as Mulheres irá promover um cinema itinerante, a céu aberto, em cinco cidades baianas, batizado de Cine Rosa, com o filme “A culpa é das estrelas”, com exibição sempre às 18 horas. O objetivo da ação é, de forma lúdica, envolver toda a família sobre a necessidade de realização de exames para o diagnóstico precoce da doença, que, quando tratada em sua fase inicial, em geral tem cura.

O filme será exibido nas cidades de Maragogipe, no dia 6, em local ainda a confirmar; em Porto Seguro, no dia 9, na Avenida Passarela do Descobrimento, no centro, próximo à Secretaria de Turismo e à Biblioteca Municipal; Mucugê, 17, em local ainda a confirmar; no dia 19, em Cachoeira, na Praça Doutor Milton, próximo ao Bradesco; e, por fim, no dia 24 em Salvador, no bairro de Cajazeiras X, no Campo da Pronaica.

Rastreamento do câncer de mama

De 2011 a 2014, o programa rastreamento do câncer de mama percorreu 280 municípios, realizando mais de 220 mil exames de mamografia. Este ano o programa já beneficiou a população feminina das regiões de Paulo Afonso (Nordeste), Barreiras (Oeste) e nesta semana, os veículos encontram-se distribuídos nos municípios de Cruz das Almas, Governador Mangabeira, Maragogipe e Muritiba.

O atendimento é feito por meio de seis unidades móveis e o seu diferencial é o acompanhamento das mulheres com mamografias inconclusivas, com a oferta de exames complementares para o diagnóstico e o encaminhamento ao tratamento, visando à integralidade do atendimento.

Para as mulheres com diagnóstico positivo, o tratamento cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico será realizado em unidades de alta complexidade em oncologia na região de residência das pacientes. Este programa é uma ferramenta de acesso da mulher às ações de prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de mama.

Câncer de mama

Segundo tipo mais frequente no mundo, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, respondendo por 22% dos casos novos a cada ano. Se diagnosticado precocemente e tratado oportunamente, as chances de cura chegam a 95%. De acordo com o Instituto nacional do Câncer (INCA), a estimativa de novos casos no estado da Bahia, para este ano é de 2.560.

De acordo com dados registrados pela Sesab, em 2015, até setembro, foram 540 óbitos causados pela doença, uma taxa de 7,1 a cada 100 mil mulheres. Em 2014, esse número chegou a 743 no ano inteiro, uma taxa de 9,7 a cada 100 mil mulheres. Ao todo, em 2014, foram 3.030 internações contabilizadas, número que em 2015, até o mês de junho, atingiu 1.490.

Veja mais foto no flickr. Clique aqui.

Ascom/Sesab

/saúde sem fronteiras/lançamento

 

Notícias Relacionadas

Youtube Flickr Facebook Twitter

Av. Luis Viana Filho, 400, Secretaria da Saúde, Centro Administrativo da Bahia - CAB, CEP 41.745-900 - Salvador/Bahia - Central de Informações: 71 3115-4199
Site desenvolvido pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia em plataforma Joomla em conformidade com a W3C. Ativo desde 22/12/2014