Patologias /

Distúrbio Mineral Ósseo na Doença Renal Crônica

Distúrbio Mineral Ósseo na Doença Renal Crônica

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas do Distúrbio Mineral Ósseo na Doença Renal Crônica (clique aqui)

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (CID-10)

– N18.0 Doença renal em estágio final;
– E83.3 Distúrbios do metabolismo do fósforo;
– N25.0 Osteodistrofia renal.

Atenção: Para consultar as atualizações dos medicamentos e de CID-10 desta patologia, favor acessar o SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA UNIFICADA DE PROCEDIMENTOS (SIGTAP)

Medicamentos
  • CALCITRIOL 0,25 MCG (POR CAPSULA)
  • CINACALCETE 30 MG (POR COMPRIMIDO)
  • CINACALCETE 60 MG (POR COMPRIMIDO)
  • DESFERROXAMINA 500 MG INJETAVEL (POR FRASCO-AMPOLA)
  • PARICALCITOL 5,0 MCG/ML SOLUÇÃO INJETÁVEL (AMPOLA COM 1 ML)
  • SEVELAMER 800 MG (POR COMPRIMIDO)
Documentos necessários

Cópia do Cartão Nacional de Saúde (CNS) do paciente;

Cópia de documento de identidade e CPF do paciente;

Cópia do comprovante de residência;

Laudo para Solicitação de Medicamentos do Componente Especializado (LME), adequadamente preenchido (deve ser renovado SEMESTRALMENTE);

Prescrição médica devidamente preenchida (deve ser renovada SEMESTRALMENTE junto com o LME);

Termo de Esclarecimento e Responsabilidade -TER; assinado pelo médico e paciente.

Relatório médico com CID-10, informando os seguintes dados:

Ausência de critério de exclusão para uso do medicamento, conforme PCDT de Distúrbio Mineral Ósseo na Doença Renal Crônica .

Exames para abertura de processo

Para Calcitriol, Paricalcitol e Cinacalcete

Cópia do exame de dosagem de PTH Sérico.

Cópia do exame de dosagem de Cálcio Sérico.

Cópia do exame de Fósforo Sérico.

Cópia do exame de 25-hidróxido de vitamina D - (apenas para Calcitriol - pacientes que não estejam em TRS)

Para sevelâmer

Cópia dos exames de dosagem de Fósforo sérico.

Cálcio total sérico corrigido pela albumina ou cópia do exame de dosagem de

Paratohormônio (PTH).

Para Desferroxamina

Cópia do exame de dosagem de alumínio sérico.

Cópia do exame de biópsia óssea e/ou teste de desferroxamina.

Avaliações oftalmológicas e otorrinolaringológicas.

Exames de monitoramento

Conforme Portaria SAS/MS nº 801/2017

Cópia dos exames de dosagem sérica de Cálcio fósforo;

Cópia do exame de dosagem de PTH sérico.

Periodicidade dos exames acima:

A cada 6-12 meses em pacientes com DRC estágio 3;

A cada 3-6 meses cálcio e fósforo e a cada 6-12 meses PTH em pacientes com DRC estágio 4;

A cada 1-3 meses cálcio e fósforo e a cada 3-6 meses PTH em pacientes em estágio 5 não em TRS;

A cada mês cálcio e fósforo e a cada 3 meses PTH em pacientes com DRC estágio 5 em TRS;

A cada mês cálcio e fósforo e a cada 2-3 meses PTH em pacientes em tratamento para DMO-DRC e osteodistrofia renal e que tenham anormalidades identificadas nos exames iniciais ou de monitorização.

Para Desferroxamina

Avaliações oftalmológicas e otorrinolaringológicas anualmente

Unidades de Referência

Capital

HAN - Hospital Ana Nery

End: R. Saldanha Marinho, s/nº - Caixa D'agua, Salvador – BA, CEP 40320-010

Tel da farmácia: 3117-1877/1863

Horário: 7:30h às 16:30h

E-mail: farmacia.renais@gmail.com

 

Interior

Bases Regionais De Saúde E Núcleos Regionais De Saúde (antigas DIRES)

Fluxo de acesso para Salvador

 

 

Fluxo de acesso para Núcleos Regionais de Saúde (NRS) e/ou Bases Regionais de Saúde (BRS) - Antigas Dires

 

 

Observações

O paciente somente deve iniciar o Cinacalcete se apresentar cálcio total > 8,4 mg/dL ou valores dentro ou acima da referência de normalidade do método.

Nos casos de hipocalcemia persistente (cálcio sérico inferior a 8,5 mg/dL) mesmo em uso de quelantes de cálcio ou análogos da vitamina D, a dose deve ser reduzida ou mesmo suspensa.

     Data de atualização: 19/02/2021