Patologias /

Esclerose Múltipla

Esclerose Múltipla

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Esclerose Múltipla (clique aqui)

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (CID-10)

– G35 Esclerose Múltipla

Atenção: Para consultar as atualizações dos medicamentos e CID-10 desta patologia, acessar o SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA UNIFICADA DE PROCEDIMENTOS (SIGTAP).

Medicamentos
  • ACETATO DE GLATIRÂMER 40 MG INJETÁVEL (POR SERINGA PREENCHIDA)
  • AZATIOPRINA 50 MG (POR COMPRIMIDO)
  • BETAINTERFERONA 1A 12.000.000 UI (44 MCG) INJETAVEL (POR SERINGA PREENCHIDA)
  • BETAINTERFERONA 1A 6.000.000 UI (22 MCG) INJETAVEL (POR SERINGA PREENCHIDA)
  • BETAINTERFERONA 1A 6.000.000 UI (30 MCG) INJETAVEL (POR FRASCO-AMPOLA,SERINGA PREENCHIDA OU CANETA PREENCHIDA)
  • BETAINTERFERONA 1B 9.600.000 UI (300MCG) INJETAVEL (POR FRASCO-AMPOLA)
  • FINGOLIMODE 0,5 MG (POR CÁPSULA)
  • FUMARATO DE DIMETILA 120 MG (POR COMPRIMIDO)
  • FUMARATO DE DIMETILA 240 MG (POR COMPRIMIDO)
  • NATALIZUMABE 300MG (POR FRASCO-AMPOLA)
  • TERIFLUNOMIDA 14 MG (POR COMPRIMIDO)
Documentos necessários

Cópia do Cartão Nacional de Saúde (CNS) do paciente;

Cópia de documento de identidade e CPF do paciente;

Cópia do comprovante de residência;

Laudo para Solicitação de Medicamentos do Componente Especializado (LME), adequadamente preenchido (deve ser renovado SEMESTRALMENTE);

Prescrição médica devidamente preenchida (deve ser renovada SEMESTRALMENTE junto com o LME);

Termo de Esclarecimento e Responsabilidade -TER; assinado pelo médico e paciente.

Relatório do Neurologista com CID-10, informando os seguintes dados:

1. Diagnóstico de EM pelos Critérios de McDonald revisados e adaptados

2. Ausência de critério de exclusão para uso do medicamento, conforme PCDT de Esclerose Múltipla.

3.Para receber o Fingolimode, deverá estar descrito em relatório que o paciente apresentou falha terapêutica à betainterferona ou ao glatirâmer ou à teriflunomida além de informar ausência de contraindicação ao uso do fingolimode conforme protocolo clínico.

Exames para abertura de processo

Exames obrigatórios para todos os medicamentos:

Ressonância Magnética (RM) do encéfalo

Hemograma

Anti-HIV

VDRL

Dosagem sérica de vitamina B12

TSH

Para Azatioprina e Betainterferonas, ainda

Enzimas Hepáticas (TGO/AST, TGP/ALT, foafatase alcalina, Gama-GT )

Bilirrubinas.

Para Fumarato de dimetila, ainda:

Contagem de linfócitos recente (até 6 meses)

Para Fingolimode, ainda:

Contagem de linfócitos recente (até 6 meses)

Enzimas hepáticas (AST/TGO, ALT/TGP )

Bilirrubinas

Avaliação oftálmica ( para pacientes com esclerose múltipla e diabete melito ou com histórico de Uveíte

Para Natulizumabe, ainda:

Enzimas Hepáticas (TGO/AST, TGP/ALT e Fosfatase Alcalina) e

Bilirrubina total

Solicitação de exames condicionadas a situação clínica do paciente, conforme PCDT:

Exame do líquor (será exigido apenas no sentido de afastar outras doenças

quando hover dúvida diagnóstica).

Potencial Evocado Visual (apenas quando houver dúvidas quanto ao envolvimento do nervo óptico pela doença).

Exames de monitoramento

Betainterferonas

Hemograma,

Enzimas hepáticas (TGO/AST, TGP/ALT, gama-GT, fosfatase alcalina ),

Bilirrubinas.

Periodicidade: 30, 60 e 180 dias do início do uso do medicamento, seguida por monitorização a cada 6 meses.

TSH. Periodicidade: anualmente.

Glatirâmer

Não são exigidos testes laboratoriais. A monitorização é clínica (taxa de surtos, EDSS e efeitos adversos).

Teriflunomida

Hemograma.

Periodicidade: 30, 60 e 180 dias do início do uso do medicamento, seguida por monitorização a cada 6 meses.

Azatioprina

Hemograma

Enzimas Hepáticas (TGO/AST, TGP/ALT, foafatase alcalina, Gama-GT )

Bilirrubinas.

Periodicidade: 30, 60 e 180 dias do início do uso do medicamento, seguida por monitorização a cada 6 meses.

Fumarato de dimetila

Hemograma com contagem de linfócitos recente (até 6 meses).

Periodicidade: cada 6 meses.

Fingolimode

Hemograma com contagem de leucócitos (menos de seis meses).

Periodicidade: após dois meses de finalizado o tratamento.

Enzimas Hepáticas ( AST/TGO, ALT/TGP ) e

Bilirrubinas.

Periodicidade: caso haja sintomas sugestivos de disfunção hepática.

Avaliação oftálmica (para pacientes com esclerose múltipla e diabete melito ou com histórico de uveíte).

Periodicidade: enquanto recebem esse medicamento.

Eletrocardiograma de repouso. Periodicidade: antes e após seis horas do término da administração do medicamento.

Natalizumabe

Ressonância magnética. Periodicidade: a critério médico

Hemograma.

Periodicidade: mensalmente antes de cada infusão. Em caso de alteração, deve-se repetir o exame a cada 15-30 dias até a melhora das contagens.

Unidades de Referência

  • Capital
  • Cimeb- Centro Infusões e Medicamentos Especializados da Bahia
  • Parque Solar Boa Vista
  • End: Av. Laurindo Régis, s/nº - Engenho Velho de Brotas, Salvador - BA, CEP 40250-240
  • Tel da farmácia: 3116-4935
  • Horário: 7h às 18h
  • E-mail:cimeb.saude.ba.gov.br
  • Interior
  • Bases Regionais de Saúde e Núcleos Regionais de Saúde (antigas DIRES)

Fluxo de acesso para Salvador

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fluxo de acesso para Núcleos Regionais de Saúde (NRS) e/ou Bases Regionais de Saúde (BRS) - Antigas Dires

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Observações

Medicamentos não aprovados para uso em menores de 18 anos:

FINGOLIMODE 0,5 MG (POR CÁPSULA)

FUMARATO DE DIMETILA 120 MG (POR COMPRIMIDO)

FUMARATO DE DIMETILA 240 MG (POR COMPRIMIDO)

TERIFLUNOMIDA 14 MG (POR COMPRIMIDO)

NATALIZUMABE 300 MG INJETÁVEL

Recomenda-se o atendimento dos pacientes em serviços especializados para avaliação diagnóstica por médicos neurologistas e prescrição dos medicamentos.

     Data da atualização: 24/02/2021