Patologias /

Hiperprolactinemia

Hiperprolactinemia

Protocolo clínico e Diretrizes Terapêuticas da Hiperprolactinemia (clique aqui)

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (CID-10)

– E22.1 Hiperprolactinemia

Atenção: Para consultar as atualizações dos medicamentos e CID-10 desta patologia, acessar o SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA UNIFICADA DE PROCEDIMENTOS (SIGTAP).

Medicamentos
  • BROMOCRIPTINA 2,5 MG (POR COMPRIMIDO)
  • CABERGOLINA 0,5 MG (POR COMPRIMIDO)
Documentos necessários

  • Cópia do RG, CPF, comprovante de residência, CNS (cartão Nacional de Saúde) do paciente;
  •  Receita Médica;
  • Relatório Médico com CID;
  • LME de Solicitação de medicamentos (deve ser renovado TRIMESTRALMENTE);
  • Termo de Esclarecimento e Responsabilidade;
  • Formulário para Dispensação de medicamentos para tratamento do hiperprolactinemia. (em anexo).

Exames para abertura de processo

  • Creatinina;
  • ALT e AST;
  • Prolactina 02 dosagens sendo uma com menos de 90 dias ou uma que comprove o HPRL;
  • RM de hipófise (exceto em hiperprolactinemia secundária a medicamentos);
  • T4 livre;
  • TSH;
  • LH;
  • FSH;
  • Estradiol (só para mulheres);
  • Testosterona livre (só para homens);
  • GH (só para tumores mistos).
  • Ureia sérica;
  • Dosagem de macroprolactina;
  •  B-HCG.

Exames de monitoramento

  • Prolactina, creatinina,T4 livre, TSH; Periodicidade: a cada 06 meses
  • RM de hipófise para macroprolactinoma (exceto para hiperprolactinemia idiopática ou microprolactinoma), anual. Para microprolactinoma a cada 02 anos; Periodicidade: a cada 06 meses.

Unidades de Referência

Capital

CEDEBA - Centro de Diabetes e Endocrinologia do Estado da Bahia

End: Av. Antônio Carlos Magalhães, s/nº, Edf. Professor José Maria de Magalhães Netto. Salvador/Ba.

Tel/Fax da farmácia: 3270-5701

Horário: 8h às 18h

E-mail: cedeba.farmacia@saude.ba.gov.br

 

Interior

Bases Regionais de Saúde e Núcleos Regionais de Saúde (antigas DIRES)

Fluxo de acesso para Salvador

Fluxo de acesso para Núcleos Regionais de Saúde (NRS) e/ou Bases Regionais de Saúde (BRS) - Antigas Dires

Observações

  • O paciente poderá responsabilizar outra pessoa para retirada mensal do medicamento no CEDEBA, desde que haja uma Procuração de Autorização. Além disso, o paciente deverá assinar ao Termo de Recebimento, informando que recebeu o medicamento.
  • O portador da procuração deverá ter em mãos no momento da retirada do medicamento: cópia da identidade do paciente e cópia de sua identidade, cartão de aprazamento do paciente, procuração de autorização e cópia do cartão do SUS do paciente.
  • A Comissão Técnica do CEDEBA poderá solicitar a presença do paciente para avaliação clínica e/ ou laboratorial complementar nos casos em que julgarem necessário.