Patologias /

GLAUCOMA

GLAUCOMA

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para glaucoma (clique aqui)

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (CID-10)

  • H 40.1 Glaucoma primário de ângulo aberto;
  • H 40.2 Glaucoma primário de ângulo fechado;
  • H 40.3 Glaucoma secundário a traumatismo ocular;
  • H 40.4 Glaucoma secundário a inflamação ocular;
  • H 40.5 Glaucoma secundário a outros transtornos do olho;
  • H 40.6 Glaucoma secundário a drogas;
  • H 40.8 Outro glaucoma;
  • Q15.0 Glaucoma congênito.

Atenção: Para consultar as atualizações dos medicamentos e de CID-10 desta patologia, favor acessar o SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA UNIFICADA DE PROCEDIMENTOS (SIGTAP)

 

Medicamentos
  • ACETAZOLAMIDA 250 MG (POR COMPRIMIDO)
  • BIMATOPROSTA 0,3 MG/ML SOLUÇÃO OFTÁLMICA (POR FRASCO DE 3 ML)
  • BRIMONIDINA 2,0 MG/ML SOLUÇÃO OFTÁLMICA (POR FRASCO DE 5 ML)
  • BRINZOLAMIDA 10 MG/ML SUSPENSÃO OFTÁLMICA (POR FRASCO DE 5 ML)
  • DORZOLAMIDA 20 MG/ML SOLUÇÃO OFTÁLMICA (POR FRASCO DE 5 ML)
  • LATANOPROSTA 0,05 MG/ML SOLUÇÃO OFTÁLMICA (POR FRASCO DE 2,5 ML)
  • TRAVOPROSTA 0,04 MG/ML SOLUÇÃO OFTÁLMICA (POR FRASCO DE 2,5 ML)
Documentos necessários

Cópia do Cartão Nacional de Saúde (CNS) do paciente;

Cópia de documento de identidade e CPF do paciente;

Cópia do comprovante de residência;

Laudo para Solicitação de Medicamentos do Componente Especializado (LME), adequadamente preenchido (deve ser renovado SEMESTRALMENTE);

Prescrição médica devidamente preenchida (deve ser renovada SEMESTRALMENTE junto com o LME);

Termo de Esclarecimento e Responsabilidade-TER; assinado pelo médico e paciente.

Relatório médico com CID-10 de acordo com o PCDT de Glaucoma.

 

Exames para abertura de processo

Para Todos os Casos:

Pressão intraocular (PIO) basal;

Fundoscopia

Campimetria visual

Exames Condicionados à conclusão diagnóstica,(solicitados apenas quando os três primeiros critérios não forem conclusivos para avaliação diagnóstica):

Retinografia binocular colorida;

Paquimetria

Exames de monitoramento

Medição da PIO. No início do tratamento até atingir o PIO Alvo, Periodicidade: a cada 2 meses, depois que atingir o PIO Alvo, Periodicidade: a cada 6 meses, depois do PIO Alvo atingido, após um ano. Periodicidade: a cada 12 meses.

Documentação do Nervo Óptico e Campimetria Visual.

Periodicidade: 1-12 meses, a critério médico (a depender do alcance da PIO alvo, progressão do dano e duração do controle).

Unidades de Referência

Capital

CIMEB - Centro de Infusões e Medicamentos Especializados da Bahia

Parque Solar Boa vista

End: Rua Almirante Alves Câmara , s/nº - Engenho Velho de Brotas, Salvador - BA, CEP 40301-110

Tel: da Farmácia: 3116-4935/31171645

Horário: 07h às 18h

  • E-mail:cimeb@saude.ba.gov.br
  • INTERIOR
  • Bases Regionais de Saúde e Núcleos Regionais de Saúde (Antigas DIRES)

Fluxo de acesso para Salvador

Fluxo de acesso para Núcleos Regionais de Saúde (NRS) e/ou Bases Regionais de Saúde (BRS) - Antigas Dires

Observações

1. O paciente deve ser acompanhado por médico oftalmologista.

2. O relatório médico deve conter claramente o histórico do paciente, CID contemplado na portaria do Ministério da Saúde e justificar a indicação do tratamento.

O preenchimento do Formulário de solicitação de Colírios para Glaucoma não é obrigatório, porém sugerimos que seja utilizado para evitar atrasos nas avaliações, devido ao recebimento de muitos processos com informações incompletas.

O prescritor pode descrever os tratamentos realizados anteriormente pelo paciente e os critérios que justifiquem o uso do(s) medicamento(s) em relatório médico (portaria CONJUNTA Nº 11, DE 02 DE ABRIL DE 2018).

Data da Atualização: 28/07/2021