Patologias /

Síndrome Nefrótica Primária em Crianças e Adolescentes

Síndrome Nefrótica Primária em Crianças e Adolescentes

Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas da Síndrome Nefrótica Primária em Crianças e Adolescentes (acesse aqui)

CLASSIFICAÇÃO ESTATÍSTICA INTERNACIONAL DE DOENÇAS E PROBLEMAS RELACIONADOS À SAÚDE (CID-10)

– N04.0 Síndrome nefrótica – anormalidade glomerular minor
– N04.1 Síndrome nefrótica – lesões glomerulares focais e segmentares
– N04.2 Síndrome nefrótica – glomerulonefrite membranosa difusa
– N04.3 Síndrome nefrótica – glomerulonefrite proliferativa mesangial difusa
– N04.4 Síndrome nefrótica – glomerulonefrite proliferativa endocapilar difusa
– N04.5 Síndrome nefrótica – glomerulonefrite mesangiocapilar difusa
– N04.6 Síndrome nefrótica – doença de depósito denso
– N04.7 Síndrome nefrótica – glomerulonefrite difusa em crescente
– N04.8 Síndrome nefrótica – outras

Atenção: Para consultar as atualizações dos medicamentos e de CID-10 desta patologia, favor acessar o SISTEMA DE GERENCIAMENTO DA TABELA UNIFICADA DE PROCEDIMENTOS (SIGTAP)

 

Medicamentos
  • CICLOSPORINA 100 MG (POR CAPSULA)
  • CICLOSPORINA 100 MG/ML SOLUCAO ORAL (POR FRASCO DE 50 ML)
  • CICLOSPORINA 25 MG (POR CAPSULA)
  • CICLOSPORINA 50 MG (POR CAPSULA)
  • TACROLIMO 1 MG (POR CAPSULA)
  • TACROLIMO 5 MG (POR CAPSULA)
Documentos necessários

Cópia do Cartão Nacional de Saúde (CNS) do paciente;

Cópia de documento de identidade e CPF do paciente;

Cópia do comprovante de residência;

Laudo para Solicitação de Medicamentos do Componente Especializado (LME), adequadamente preenchido (deve ser renovado SEMESTRALMENTE);

Prescrição médica devidamente preenchida (deve ser renovada SEMESTRALMENTE junto com o LME);

Termo de Esclarecimento e Responsabilidade -TER; assinado pelo médico e paciente.

Relatório médico com CID-10, informando os seguintes dados:

1. Ausência de critério de exclusão para uso do medicamento, conforme PCDT de Síndrome Nefrótica Primária em Crianças e Adolescentes.

Exames para abertura de processo

Para todos os Medicamentos:

Dosagem de Proteinúria de 24 horas ou proteinúria de amostra isolada;

Dosagem de Albumina Sérica;

Dosagem de Colesterol Total; Dosagem de HDL;

Dosagem de LDL;

Dosagem de Triglicerídios;

Dosagem de Creatinina sérica.

Hemograma

Glicose em jejum

Exames solicitados para diagnóstico diferencial:

Cópia do exame de anti-HCV;

Cópia do exame de anti-HIV;

Cópia do exame de HBsAg;

Fator anti- nuclear (FAN);

Cópia do laudo de Biópsia renal (se necessário).

Para Ciclofosfamida também:

B- HCG Sérico (para mulheres em idade fértil)

Creatinina

Eletrólitos (Sódio, Potássio, Magnésio)

Rx de Tórax

Reação de Mantoux (PPD)

Exames de monitoramento

Para todos Medicamentos na fase inicial:

Dosagem de Creatinina sérica

Dosagem de Albumina sérica

Dosagem de Colesterol total

Dosagem de Triglicerídeos

Hemograma

Dosagem de Glicose

Exame Qualitativo de Urina

Exame de índice proteína/creatinina urinário. Periodicidade: Mensal

Para Ciclofosfamida, também:

Hemograma Periodicidade: quinzenalmente nos dois primeiros meses e após 60 dias, mensalmente.

AST/TGO, ALT/TGP Periodicidade: mensalmente.

Unidades de Referência

Capital

HAN - Hospital Ana Nery

End: R. Saldanha Marinho, s/nº - Caixa D'agua, Salvador – BA, CEP 40320-010

Tel da farmácia: 3117-1877/1863

Horário: 7:30h às 16:30h

E-mail: farmacia.renais@gmail.com

 

Interior

Bases Regionais De Saúde E Núcleos Regionais De Saúde (antigas DIRES)

Fluxo de acesso para Salvador

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fluxo de acesso para Núcleos Regionais de Saúde (NRS) e/ou Bases Regionais de Saúde (BRS) - Antigas Dires

 

 

Observações

É recomendável que os pacientes sejam acompanhados, especialmente na fase aguda, em serviços especializados em nefrologia, para seu adequado diagnóstico, inclusão no Protocolo de tratamento e acompanhamento.

Nos pacientes que entram em remissão da glomerulopatia com resposta total (proteinúria < 0,2 g/24h ou IPC < 0,3 com albumina > 3,5 g/dl) ou parcial (proteinúria 0,2 a 3,0 g/24h ou IPC entre 0,3 e 3,0), a Periodicidade dos exames será a cada 60 ou 90 dias até o final do primeiro ano. Após o primeiro ano, Periodicidade a cada 4 meses. No segundo ano Periodicidade a cada 6 meses, até o terceiro ano. Após 4 a 5 anos, se o paciente não apresentou recidiva da síndrome nefrótica e encontra-se clinicamente estável, a Periodicidade será a cada 12 meses.

Para pacientes em uso de Ciclofosfamida:

Na fase inicial, enquanto se mantiver o tratamento imunossupressor em doses altas e permanência da síndrome nefrótica, a Periodicidade dos exames terão intervalos quinzenais nos pacientes em uso de citotóxico, principalmente para detecção imediata de leucopenia ou pancitopenia, quando o medicamento deve ser suspenso pelo risco de infecções bacterianas, virais ou fúngicas oportunistas, complicações essas associadas a grande potencial de morbidade e mortalidade no paciente nefrótico.

Data atualização: 27/04/2021