Notícias /

Profissionais do Hospital Dantas Bião apresentam experiências exitosas sobre Controle de Infecção Hospitalar

05/12/2018 15:58

Os profissionais André Ferreira, enfermeiro especialista em Gestão em Saúde e Controle de Infecção Hospitalar, e Michele Dias, enfermeira especialista em Administração Hospitalar e Sistema de Serviços de Saúde, membros da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH), foram convidados para expor suas experiências exitosas no I Encontro Macrorregional sobre Controle de Infecção Hospitalar e Segurança do Paciente, realizado no auditório do Núcleo Regional de Saúde de Alagoinhas, nos dias 28 e 29 de novembro passado.

O encontro teve por objetivo a retomada das discussões sobre as Comissões de Controle de Infecção Hospitalar e Núcleos de Segurança do Paciente, com fortalecimentos destes serviços, e o resgate das ações de monitoramento e avaliação dos indicadores de desempenho e de processo na macrorregião de saúde Nordeste.

Na oportunidade, André Ferreira destacou a Importância do convite.”Nos sentimos felizes com o convite. É o reconhecimento de que, apesar de ter começado uma nova gestão no Hospital Regional Dantas Bião, há apenas três anos, ambos os serviços já são reconhecidos como referência na nossa macrorregião. Apesar do HRDB ser um hospital público, foi destacado pela auditora da Vigilância Sanitária, Jadilene Castro, que sempre foi percebido o comprometimento da equipe em buscar da melhoria dos serviços, mostrando que a excelência não depende apenas de recursos, mas sobretudo do empenho”.

Ferreira pontuou como foi a apresentação para os técnicos de Vigilância Sanitária, e membros das Comissões de Controle de Infecção Hospitalar e Núcleos de Segurança do Paciente. “Em nossa apresentação destacamos o programa de gerenciamento de antibióticos, que começou a ser implementado no início de 2018, e tem trazido maior segurança na prescrição, pois o infectologista consegue avaliar os antibióticos de uso crítico em tempo real, diminuindo a possibilidade do aparecimento de bactérias multirresistentes, além de representar uma economia no gasto com antibióticos que hoje são a classe de medicamentos com as quais mais se gasta em qualquer hospital”.

Em relação ao Núcleo de Segurança do Paciente, André Ferreira informou quais foram as estratégias utilizadas para que fossem alcançadas as metas nacionais, a partir do uso de material visual para reforçar a política de identificação do paciente, gerenciamento de riscos e prevenção de úlceras por pressão.

 Ascom HRDB
/Dantas Bião/CCIH

Notícias relacionadas