Qualidade e Biossegurança

O Sistema de Gestão da Qualidade e Biossegurança (SGQB) dos Laboratórios Centrais de Saúde Pública, entre eles o LACEN-BA tem como base instrumental:

• Norma NBR ISO/IEC 17025:2005, que define os requisitos gerais para competências de laboratórios de ensaios e calibração.
• NBR NM ISO 15.189:2008 – Laboratório de Análises Clínicas: Requisitos Especiais de Qualidade e Competência, a qual estabelece requisitos necessários para que os laboratórios implementem seu sistema de gestão da qualidade de forma a assegurar a competência técnica de suas atividades e a confiabilidade dos resultados entregues aos cidadãos usuários.
• Portaria Nº 3.204 de 20 de outubro de 2010 que regulamenta a Norma Técnica de Biossegurança para Laboratórios de Saúde Pública.

Conheça nosso Modelo Referencial do Sistema da Qualidade e Biossegurança

O que são?

Ambiente Externo: compreende os principais demandatários das ações de vigilância laboratorial, cidadãos-usuários e sociedade, juntamente com as vigilâncias epidemiológica, sanitária, ambiental e saúde do trabalhador; laboratórios de referência em âmbito nacional, regional, local; organizações parceiras de ensino, pesquisa e extensão, entre outras, bem como fornecedores.

Ambiente Interno: sob a liderança da alta administração compreende duas fases:
1) planejamento, por meio da definição das diretrizes e estratégia organizacional, traduzida sob a forma de planos, projetos de intervenção e pesquisas, alinhados ao Plano e Agenda Estadual de Saúde, tendo, portanto, como referência as necessidades dos cidadãos/sociedade, observando-se a pertinência e viabilidade das ações com a compatibilidade recursos;
2) execução dos planos, projetos e processos de trabalho, por meio dos colaboradores do LACEN-BA, das áreas técnicas, administrativas e gerenciais, alinhando ação estratégica e informacional, tendo como eixo norteador os critérios e requisitos da NBR ISO IEC 17025:2005 e NM 15.189:2008.

Resultados

Compreende a vigilância laboratorial por meio de estudos, pesquisas e ensaios analíticos de produtos e/ou agravos de interesse para a saúde públicas, fundamentada nos seguintes princípios: ética, sigilo, confiabilidade, agilidade, de forma a contribuir para a missão organizacional de universalidade do acesso e integralidade da atenção à saúde da população.

Indicadores de Qualidade para Monitoramento da Gestão da Estratégia do LACEN-BA 2012-2015:
Perspectiva dos Parceiros Institucionais e Sociedade

• Objetivo Estratégico: Consolidar a RELSP

Perspectiva dos Processos Internos

• Objetivo Estratégico: Assegurar a qualidade, confiabilidade das análises e gestão dos prazos
• Objetivo Estratégico: Ampliar e desenvolver a melhoria contínua do SGQB

Perspectiva da Aprendizagem e Crescimento
• Objetivo Estratégico: Desenvolver a gestão da comunicação, informação e conhecimento.
A partir de 2016 o LACEN-BA continua conectado ao processo evolutivo de transformações sociais, a partir do realinhamento estratégico da organização com as necessidades da sociedade, que crescem em volume e complexidade, exigindo mudanças no perfil de serviços e ações ofertados.
Face aos desafios de futuro o LACEN-BA inicia um novo momento no campo do planejamento com o foco na implementação da melhoria dos processos internos, já identificados no plano estratégico 2012-2015.

RDC Nº 307, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2002
RDC Nº. 302, DE 13 DE OUTUBRO DE 2005
RDC Nº 306, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004
PROJETOS FÍSICOS DE UNIDADES DE CONTROLE DE ZOONOSES E FATORES BIOLÓGICOS DE RISCO
PROJETOS FÍSICOS DE LABORATÓRIOS DE SAÚDE PÚBLICA
DIRETRIZES GERAIS PARA O TRABALHO EM CONTENÇÃO COM AGENTES BIOLÓGICOS
BIOSSEGURANÇA EM LABORATÓRIOS BIOMÉDICOS E DE MICROBIOLOGIA
MANUAL DE GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE
MANUAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS – COMPLETO
Informes da Qualidade – Vol. 01, Edição I