Outubro Rosa

O movimento Outubro Rosa surgiu na década de 1990 com o objetivo de alertar a sociedade quanto a importância da detecção precoce do câncer de mama, que é um dos tipos de câncer que mais acomete mulheres no Brasil e no mundo, correspondendo a 25% dos novos casos de câncer por ano, conforme o INCA.

A doença é mais comum a partir dos 35 anos e com o avançar da idade o risco cresce progressivamente, especialmente após os 50 anos. Os homens também podem ser acometidos pelo câncer de mama, de forma mais rara, representando apenas 1% do total de casos da doença.

O aumento dos casos de câncer de mama fez o movimento ganhar força no decorrer dos anos e a cor rosa é utilizada durante todo o mês de outubro em várias cidades do mundo para chamar a atenção da sociedade para a causa.

Cartilha de orientações
Programação Outubro Rosa 2020

 

SOBRE O CÂNCER DE MAMA

O que é o câncer de mama?

É o tipo de câncer mais frequente nas mulheres. Ocorre um desenvolvimento anormal das células da mama, que multiplicam-se repetidamente até formarem um tumor maligno.

O câncer de mama tem cura?

Sim. Quanto mais cedo ele for diagnosticado, melhores serão os resultados e maiores são as chances de cura.

Fatores de risco para o câncer de mama

• Idade avançada
• Menarca precoce (primeira menstruação antes dos 12 anos de idade)
• Menopausa tardia (última menstruação após os 50 anos)
• Gravidez após os 30 anos
• Histórico familiar (parente de primeiro grau com a doença
• Ingestão regular de álcool (mesmo em quantidade moderada)
• Não ter tido filhos
• Obesidade
• Dieta rica em gordura

Sinais anormais que você deve ter atenção

• Qualquer deformação ou alteração no contorno natural da mama
• Qualquer retração ou desvio do mamilo
• Qualquer saliência da pele ou mama
• Vermelhidão e/ou descamação em torno do mamilo ou da auréola
• Perda de sangue pelo mamilo
• Qualquer nódulo ou caroço duro na mama ou na axila

Estratégias para detecção precoce do câncer de mama

• Exame clínico das mamas – deve ser realizado anualmente por médicos ou enfermeiros
• Mamografia diagnóstica – exame anual a partir de 40 anos e, para mulheres com história de câncer de mama na família (mãe, filha e/ou irmã), a partir de 35 anos de idade
• Mamografia de rastreio – exame realizado em uma população aparentemente saudável, com o objetivo é identificar lesões sugestivas de câncer e, a partir daí, encaminhar as mulheres com resultados alterados para investigação diagnóstica e tratamento. É realizado como parte de programas de rastreamento. No caso do SUS, o Ministério da Saúde estipula que o exame seja feito em mulheres com idade de 50 a 69 anos.

Tratando o câncer de mama

O tratamento depende do tipo de tumor e também do estágio de cada doença. Para cada tipo de câncer de mama haverá um tratamento específico. Formas de tratamento: Cirurgia, Radioterapia, Quimioterapia e/ou Hormonioterapia.

A mamografia é o principal método diagnóstico para detectar precocemente o câncer de mama. Visite regularmente um médico especialista.