Notícias /

Governador faz última vistoria antes da reabertura do Hospital Espanhol

21/04/2020 12:09

Um dia antes da abertura do centro de tratamento montado pelo Governo do Estado no antigo Hospital Espanhol, na Barra, em Salvador, para acolher, exclusivamente, pacientes que tenham sintomas graves da Covid-19, o governador Rui Costa, acompanhado do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, fez uma última vistoria no local, na manhã desta terça-feira (21). Ele percorreu toda a estrutura, inclusive os 220 leitos instalados, sendo 140 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 80 leitos clínicos.

“Amanhã [dia 22] começa a funcionar o Hospital Espanhol, com 220 leitos para atender a população. Esperamos o mais rápido possível passar por esse momento difícil que a Bahia e o mundo atravessam. Será com a colaboração de todos que iremos ultrapassar esse momento rapidamente”, disse Rui.

O governador revelou ainda que “nos próximos dias, vamos colocar em funcionamento a Fonte Nova, onde serão oferecidos mais 100 leitos de UTI e 140 leitos clínicos. Já temos os hospitais Couto Maia, Ernesto Simões e Subúrbio. No interior do estado também temos outros hospitais contratados. Em todas as regiões do estado, nós temos centros de atendimento e esperamos não precisar utilizá-los”.

Reitor da Basílica do Senhor do Bonfim, o padre Edson Menezes acompanhou a visita ao Hospital Espanhol e abençoou a unidade de saúde. O padre lembrou a importância da fé neste momento difícil. “É claro que precisamos do apoio da ciência, da dedicação dos governantes, mas, sobretudo, da misericórdia de Deus. A benção dada a este local é um sinal da nossa fé e da confiança naquele que é o todo poderoso”, pontuou.

A primeira-dama e presidente das Voluntárias Sociais da Bahia (VSBA), Aline Peixoto, e o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, também estiveram na vistoria. “A reabertura do Espanhol era muito esperada pela sociedade e vem num momento extremamente importante para a saúde pública como um dos principais equipamentos de combate ao novo coronavírus na Bahia”, destacou Vilas-Boas.

Hospitais de campanha

Os profissionais médicos e de apoio logístico que irão atuar no Espanhol – que também possui salas de cirurgia, emergência e refeitório – já foram contratados. O hospital foi cedido pela justiça federal para o governo baiano em março, e as obras de adequação foram imediatamente iniciadas.

Além do Espanhol e do Fazendão, que já está em funcionamento, o Estado está montando hospitais de campanha no Hospital Santa Clara, no Hotel Riverside e na Arena Fonte Nova, totalizando 673 novos leitos na Região Metropolitana de Salvador (RMS) para enfrentar a pandemia do novo coronavírus.

Notícias relacionadas