Notícias /

Em 21 Dias de Ativismo, Hospital da Mulher abraça campanha de conscientização contra violência à mulher

11/12/2020 09:21

O Hospital da Mulher Maria Luzia Costa dos Santos aderiu, com programação interna e externa, à campanha 21 Dias de Ativismo contra a Violência à Mulher, realizada no período de 20 de novembro a 10 de dezembro.

Como forma de estimular a prevenção e o debate sobre a violência à mulher, através do Serviço de Atendimento às Mulheres Expostas à Violência Sexual (AME), os Serviços Social e de Psicologia da unidade realizaram rodas de conversas temáticas com equipes multiprofissionais do Hospital.

O momento proporcionou reflexões e abriu espaço para sanar dúvidas dos colaboradores. “Estando nesse Serviço que é referência na Bahia, a gente tem um papel muito importante não só no atendimento dessas mulheres, mas também no papel de compartilhar o nosso saber com a sociedade civil, com as instituições de ensino e com outros profissionais, porque com isso a gente contribui para informar às pessoas e ajudá-las a entender que a gente precisa enfrentar esse fenômeno da violência”, ressaltou a assistente social do Hospital da Mulher, Aline Cerqueira.

Aline lamentou o aumento de ocorrências de violência à mulher durante a pandemia, conforme apontam dados do 14 Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que indicam o aumento de 1,9% nos feminicídios e de 3,8% nos chamados para atendimento à violência doméstica. “Os números estão extremamente acirrados e cada trabalho que a gente faz contribui para as intervenções que precisam ser feitas tanto a nível de cultura, educação, de discussão de gênero e desigualdade”.

Qualificação

Representado pela coordenadora de psicologia do HM, Mariana Britto, o Serviço AME fez parte do evento on-line ‘Webnário sobre qualificação da atenção à saúde das mulheres e adolescentes em situação de violência sexual no estado da Bahia’, promovido pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Na ocasião, a profissional de psicologia abordou as Estratégias de Atenção à Saúde das Mulheres e Adolescentes em Situação de Violência Sexual.

Desde 2017, mais de 670 mulheres e adolescentes foram atendidas pelo Serviço AME, que dispõe de atendimento 24h por dia para casos de violência sexual.

Para ser atendida pelo Serviço AME, não é necessário agendamento prévio. O AME funciona sob demanda espontânea, na Rua Barão de Cotegipe, 1153, em Salvador.

Ascom HM

Notícias relacionadas