Escola de Saúde Pública da Bahia (ESPBA)

A Escola de Saúde Pública da Bahia Professor Jorge Novis (ESPBA) teve seu prédio inaugurado no dia 1º de março de 2018, com o objetivo de integrar as ações de todos os níveis de formação em saúde: médio, graduação, pós-graduação, incluindo residências médicas, multiprofissionais e de área profissional. É uma escola que promove a capilarização das ações da saúde, contribuindo com os processos de regionalização e interiorização dos serviços de saúde e educação em saúde. A sede está localizada no Centro de Atenção à Saúde, Avenida ACM, s/nº, Salvador/Ba.

A ESPBA nasce com a missão qualificar os servidores públicos e trabalhadores de saúde que compõem o quadro funcional da SESAB, com o intuito de promover melhorias no serviço de saúde prestado à população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS). Essa nova estrutura criada para o SUS Bahia visa atender a um processo de estruturação compartilhado pelas duas escolas existentes do SUS no Estado, integrantes da Superintendência de Recursos Humanos da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia: a Escola de Formação Técnica em Saúde Professor Jorge Novis (EFTS), e a Escola Estadual de Saúde Pública Francisco Peixoto de Magalhães Netto (EESP), com respectivamente, 24 e 16 anos de experiência.

A nova estrutura física, que tem área construída de 4.265 metros quadrados, conta com: 01 auditório; 06 salas de aula; 01 biblioteca com extensão de pátio anexo para eventos e que no seu interior contempla ainda, 02 salas de leitura, 01 sala para o acervo e 01 sala para consulta com computadores e mesas distribuídas; 01 espaço para atividades, 01 laboratório de informática; 01 núcleo de ensino a distância; 01 ilha de edição para produção de conteúdos educacionais; laboratórios de enfermagem e odontologia; além de salas de reunião e para uso de setores administrativos.

Essa infraestrutura se constitui em estratégia de regionalização da gestão do SUS na Bahia, potencializando a intersetorialidade das ações de educação em saúde, bem como a capilarização dos processos educativos, por meio do ensino a distância.

A Escola conta ainda com instalação de internet em fibra óptica em todo prédio, contemplando a implantação de rede de alto desempenho que permite a transmissão de informações em alta velocidade e com mais qualidade e confiabilidade. Isso permite que ESPBA venha a se constituir uma grande referência na produção e disseminação de conteúdo no Estado da Bahia.

Os trabalhadores a serem qualificados estão distribuídos nos 417 (quatrocentos e dezessete) municípios do Estado da Bahia e atuam em conformidade com as políticas públicas de saúde e o perfil regional e epidemiológico das respectivas populações. O perfil mencionado determina as necessidades de qualificação da força de trabalho do SUS e estas chegam a ESPBA onde são conformadas em cursos de atualização, aperfeiçoamento, especialização e habilitação técnica de nível médio a depender das especificidades e necessidade de aprofundamento de um dado tema ou prática de saúde.

A qualificação dos trabalhadores caminha em consonância com os Princípios e Diretrizes do Sistema Único de Saúde e, a partir de 2012, com a Política Estadual de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde (PEGTES). Considerando as linhas de ação da PEGTES destaca-se aquela voltada à Consolidação da Educação na Saúde. Nela encontram-se descritos alguns itens necessários à conformação dos processos formativos tais como: mapeamento das necessidades de formação dos trabalhadores do e para o SUS-BA; ampliação da oferta e do acesso às ações de educação na saúde, utilizando tecnologias e ferramentas de educação a distância; desenvolvimento de processos formativos voltados para o fortalecimento da participação e controle social; e estímulo a realização de processos formativos nas instituições para efetivação da educação permanente em saúde e valorização do trabalhador.